Busca avançada
Ano de início
Entree

Modelo referencial para melhoria de processos clínicos e cirúrgicos em pacientes portadores de cardiopatias congênitas: gestão, otimização e aspectos técnicos

Resumo

Esta proposta tem origem nos resultados do Projeto PPSUS (Políticas Públicas para o Sistema Único de Saúde) de número 2014/50001-6, coordenado pelo Centro Universitário FEI em parceria com o Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP e com o Institut Catholique des Arts et Métiers de Paris-Sénart. Esse projeto intitulado "Modelagem de um Sistema Dinâmico para o Agendamento de Cirurgias Cardíacas no Instituto do Coração - InCor - do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP - FMUSP" teve por objetivo modelar, simular e otimizar o processo de Agendamento de Cirurgias Cardíacas no Instituto do Coração, de modo a obter a melhor utilização dos recursos (humanos e materiais) disponíveis do hospital, bem como, aprimorar ainda mais os indicadores de qualidade, proporcionando a redução no tempo de permanência de pacientes, no risco de morte, da fila de espera por uma cirurgia, assim como nos fatores intervenientes gerados para os profissionais envolvidos na operação do hospital. Face à complexidade e relevância da instituição de caráter público na área da saúde, este projeto trata de um estudo de caso único na especialidade de cardiopatias congênitas no InCor. O objetivo geral do projeto é desenvolver um modelo teórico-conceitual que relacione os principais constructos e variáveis envolvidos, objetivando melhorar o desempenho de processos operacionais e gerenciais, com vistas à realização de mais atendimentos aos portados de cardiopatias congênitas, com menos custos, menos riscos para esses pacientes e com os mesmos recursos atualmente disponíveis no InCor. Os resultados esperados trarão relevantes contribuições de ordem teórica e prática. Para a academia, pelo desenvolvimento do estado da arte de como gerenciar e que metodologias deverão ser aplicadas em um modelo referencial complexo, contingenciado por diversas variáveis moderadoras. As contribuições de ordem prática envolvem a criação de um programa computacional integrado para a gestão das diversas áreas do complexo hospitalar, de modo a prever e otimizar o fluxo de pacientes portadores de cardiopatias congênitas no hospital, agregando valor aos serviços prestados aos usuários do Sistema Único de Saúde - SUS. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)