Busca avançada
Ano de início
Entree

Origem da Massa (Dinâmica) no Universo Visível e Propriedades de Hadron em Meio Nuclear

Processo: 19/00763-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2019 - 31 de julho de 2022
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física Nuclear
Pesquisador responsável:KAZUO TSUSHIMA
Beneficiário:KAZUO TSUSHIMA
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa. Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Gastão Inácio Krein ; Gilberto Tomás Ferreira Ramalho
Assunto(s):Meio nuclear  Equação de Bethe-Salpeter 

Resumo

O projeto visa explorar as propriedades e estrutura de partículas fortemente interativas, conhecidas como hádrons, em espaço livre (vácuo) e em meio (muitos nucleon e / ou hadron).Os objetivos com os quais lidamos são os quarks, gluons, hadrons e (hyper) nuclei, onde odinâmica de forte interação para os quarks e hadrons, e a origem de dinamicamentemassas geradas, nomeadamente mais de 90% das massas de protões e neutrões (hádrons), édescrito por uma teoria de calibre local, cromodinâmica quântica (QCD).A descoberta do bóson de Higgs pelos experimentos com o grande colisor de hádrons (LHC)no CERN, agora estabeleceu completamente o Modelo Padrão (SM). No SM o mecanismo dequebra de simetria espontânea desempenha um papel crucial. O vácuo quebrado espontaneamente ficavalor de expectativa de vácuo diferente de zero (campo Higgs-doublet), e isso dá às massas nuasas partículas massivas no SM, nomeadamente os quarks, os léptons e os bósons de grande calibre. o Modelo Padrão unifica a descrição de interações eletromagnéticas e fracas, e explicatrês das quatro forças fundamentais da natureza, a saber, as fortes, eletromagnéticas e fracasinterações.Por outro lado, a massa do Universo visível é transportada por prótons, nêutrons enúcleos atômicos, que não são elementares. Suas massas são o resultado da força forte agindoentre quarks e glúons, que é descrito por QCD. A quebra dinâmica de simetriadevido à forte interação ditada pela QCD (traço de anomalia), dá mais de 90% de hadronmassas. Desde hadrons, incluindo os prótons e nêutrons que formam o núcleo de núcleos eátomos em torno de nós, interagir fortemente e são feitos de quarks e glúons, ea dinâmica deesses quarks e glúons são descritos pela QCD. Assim, a QCD é responsável por explicar a maioria dasa massa do "Universo visível" (carregado por prótons, nêutrons e núcleos atômicos).Embora se acredite que a QCD seja a teoria da forte interação que descreve aNoções de quarks e glúons dentro de hádrons e entre hadrons, os hádrons mostram muitocaracterísticas inesperadas e mais ricas que emergem da QCD, mas não podem ser facilmente entendidas disso. Esta característica torna-se particularmente evidente quando os hádrons são imersos em arredondado por muitos hadrons. Assim, estamos especialmente interessados na matéria densa, o assunto existe no centro de um grande núcleo de massa (por exemplo, um núcleo conduzido), o núcleo da estrela de nêutrons, ou omatéria produzida em colisões de íons pesados de alta energia.A matéria (hadrons) em nosso universo recebe a maioria de suas massas físicas no espaço livre através a quebra espontânea da simetria e confinamento quiral (quebra de simetria dinâmicana QCD). É importante ressaltar que esta simetria dinâmica espontaneamente quebrada é acreditada para ser restauradaparcialmente em meio com alta densidade de hadron e / ou temperatura (restauração parcial de quiralsimetria). Como conseqüência, espera-se que as massas e as propriedades dos hádrons sejammodificada em meio, e isto é apoiado por vários fatos experimentais e / ou evidências, taiscomo o efeito EMC, as mudanças observadas dos fatores de forma eletromagnética do prótonformação de fase de plasma de quarks e glúons. Assim, o núcleo do projeto é estudar o quarke estrutura de glúons de hádrons tanto no espaço livre e especialmente no meio, que desempenham um papel importante papel na compreensão da existência da matéria (massa) em nosso "Universo visível". (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas (6)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
COBOS-MARTINEZ, J. J.; ZEMINIANI, G. N.; TSUSHIMA, K. psilon and eta(b) nuclear bound state. HYSICAL REVIEW, v. 105, n. 2 FEB 16 2022. Citações Web of Science: 0.
HUTAURUK, PARADA T. P.; SULAKSONO, A.; TSUSHIMA, K. Effects of neutrino magnetic moment and charge radius constraints and medium modifications of the nucleon form factors on the neutrino mean free path in dense matter. Nuclear Physics A, v. 1017, JAN 2022. Citações Web of Science: 0.
MOITA, R. M.; DE MELO, J. P. B. C.; TSUSHIMA, K.; FREDERICO, T. Exploring the flavor content of light and heavy-light pseudoscalars. Physical Review D, v. 104, n. 9 NOV 1 2021. Citações Web of Science: 0.
ZEMINIANI, G. N.; COBOS-MARTINEZ, J. J.; TSUSHIMA, K. Upsilon and eta(b) mass shifts in nuclear matter. EUROPEAN PHYSICAL JOURNAL A, v. 57, n. 8 AUG 2021. Citações Web of Science: 0.
COBOS-MARTINEZ, J. J.; TSUSHIMA, K.; KREIN, G.; THOMAS, A. W. eta(c)-nucleus bound states. Physics Letters B, v. 811, DEC 10 2020. Citações Web of Science: 0.
RAMALHO, G.; PENA, M. T.; TSUSHIMA, K. Hyperon electromagnetic timelike elastic form factors at large q(2). Physical Review D, v. 101, n. 1 JAN 21 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.