Busca avançada
Ano de início
Entree

Saúde ocupacional: elaboração e avaliação de um programa de desenvolvimento de destreza manual prévio ao treinamento pré-clínico.

Resumo

Este trabalho tem como objetivo desenvolver e avaliar um programa de treinamento de destreza manual pré-clínico. Para isso, propõe-se a realização de dois estudos. O estudo 1 será realizado para definição do método mais efetivo para avaliação da destreza manual em estudantes de Odontologia previamente ao treinamento pré-clínico. Este estudo terá delineamento experimental tendo como variável de interesse a destreza manual medida pelos métodos O'Connor Finger Dexterity Test - Modelo 32021, Purdue Pegboard Test - Modelo 32020A, Dental Manual Dexterity Assessment - DMDA, Class One Cavity Preparation Assessent - COCA e Class One Composite Resin Restoration Assessment - COCRA. O estudo 2, tem como objetivo desenvolver e avaliar o efeito de um programa de treinamento de destreza manual sobre a destreza manual, percepção visual de profundidade e distância, percepção de autoconfiança, qualidade de preparos cavitários e postura de trabalho de estudantes de Odontologia previamente ao treinamento pré-clínico. Este estudo terá delineamento experimental tendo como variáveis dependentes a destreza manual avaliada pelo Dental Manual Dexterity Assessment - DMDA, o teste de percepção de profundidade e de distância, a avaliação de autoconfiança para execução de procedimento pré-clínico por meio da escala VAS, a qualidade de preparo cavitário Classe I e a postura de trabalho por meio da análise do desvio angular da posição neutra das partes do corpo utilizadas no treinamento. Estas variáveis serão avaliadas em dois momentos distintos: antes e após a aplicação do programa. A variável independente será o programa de treinamento de destreza manual pré-clínico para o trabalho com visão direta e indireta. Para ambos os estudos será realizada a análise estatística descritiva e verificação dos pressupostos de normalidade e homocedasticidade. No estudo 1 o escore médio obtido na avaliação da qualidade dos preparos e restaurações será considerado como padrão-ouro, e serão estimadas a sensibilidade, a especificidade, a acurácia e os valores preditivos positivos e negativos dos testes. Será construída a curva ROC, e estimado os pontos de corte que maximizam a capacidade preditiva dos testes de destreza para cada classificação de qualidade. Será calculada a área da curva (AUROC) para determinação da capacidade de discriminação dos testes de destreza. Os cálculos serão realizados por ponto e intervalo de 95% de confiança. No estudo 2 se os pressupostos de normalidade forem atendidos será realizado o teste t Student pareado. O nível de significância adotado será de 5%. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)