Busca avançada
Ano de início
Entree

EMBRIOGÊNESE GAMÉTICA COMO ESTRATÉGIA PARA O MELHORAMENTO GENÉTICO DE PHALAENOPSIS (Orchidaceae)

Resumo

Atualmente, há uma grande dependência da floricultura nacional por cultivares e outras tecnologias desenvolvidas no exterior. O desenvolvimento de programas de melhoramento genético de espécies de flores no Brasil, como é o caso das orquídeas do gênero Phalaenopsis, é uma estratégia para aumentar a competitividade da floricultura nacional. Na propagação desse gênero há uma demanda crescente por mudas provenientes de cultivares de alta qualidade de floração, associado a uniformidade genética das plantas cultivadas, o que viabiliza a produção em larga escala e escalonada com a produção de vasos floridos o ano todo. Apesar de numerosas, a propagação por sementes de Phalaenopsis apresenta grande desuniformidade das progênies. A propagação clonal por indução de brotações in vitro tem baixa eficiência de multiplicação, encarecendo o custo de produção. Dessa maneira, uma forma de avançar visando substituir as atuais técnicas de clonagem seria pela produção de mudas de Phalaenopsis provenientes de embriões, porém sem a variabilidade genética característica desse grupo de orquídeas. Isso seria possível pela produção de linhagens homozigotas visando a obtenção de híbridos F1. Para isso, estão sendo propostos experimentos de ginogênese in situ, em Phalaenopsis, pela polinização com grãos de pólen irradiados. Esse método visa substituir a atual propagação clonal in vitro e possibilitaria avanços nos métodos de melhoramento genético e produção de mudas utilizados atualmente e de baixo rendimento, reduzindo os custos de produção e aumentando ainda mais o nível tecnológico do cultivo dessa importante espécie da floricultura mundial. A produção de híbridos F1 em Phalaenopsis poderia resultar na obtenção de mudas de menor custo, e de métodos que permitem inserir características de interesse, com manutenção de alta uniformidade genética e vigor híbrido, ainda não exploradas nesse grupo comercial. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)