Busca avançada
Ano de início
Entree

Imunossenescência na doença pulmonar obstrutiva crônica

Resumo

A doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) é uma doença caracterizada pela presença de obstrução do fluxo aéreo, com manifestações clínicas inespecíficas e variáveis. A prevalência da DPOC tem aumentado no mundo devido a maior exposição aos fatores de risco como tabagismo, exposição à biomassa, e maiores índices de poluição atmosférica.A maior exposição agregada a maior expectativa de vida da população tornou a DPOC uma epidemia. A maioria dos pacientes expressam a doença após os 40 anos, sugerindo uma relação estreita entre a patogênese da DPOC e o envelhecimento. Existem várias características do envelhecimento presentes também na DPOC como dano ao telômeros, senescência celular, alterações epigenéticas, perda da homeostase de proteínas, alterações de comunicação celular e intercelular. Com isso o objetivo do trabalho é verificar se este fenótipo de senescência acelerado se deve ao uso do tabaco, ou as alterações patológicas da DPOC. Para isso serão utilizadas células mononucleares do sangue periférico e soro para verificação de marcadores de senescência celular em três grupos: pacientes portadores de DPOC, tabagistas sem alteração de função pulmonar, e idosos saudáveis nunca tabagistas. Inicialmente as células serão purificadas para linfócitos TCD4 e TCD8 para avaliação do comprimento relativo do telômero por citometria de fluxo, e em células mononucleares do sangue periférico será quantificada a atividade da enzima telomerase por qPCR e ELISA. No soro de todos os grupos serão quantificados produtos de estresse oxidativo como H2O2, malondialdeído, óxido nítrico, assim como a capacidade antioxidante total. Para expandir achados anteriores do grupo de pesquisa serão verificadas as subpopulações de células T através da marcação de moléculas alteradas na senescência celular como CCR7, CD45RA, CD28, CD27, CD57, CD62L, CD127, CD69, CD25, FOXP3 para avaliação de subpopulações de linfócitos e secreção de citocinas como IL-17A que podem ser alteradas pelo envelhecimento. Espera-se com o projeto conseguir verificar e explicar se o fenótipo de senescência acelerada encontrado do DPOC está relacionado aos danos celulares ocasionados pela doença, e se o tabagismo isoladamente já contribui para a aceleração do processo de senescência. A identificação dos mecanismos celulares alterados poderá sugerir novos alvos terapêuticos para melhorara qualidade de vida e o prognóstico destes pacientes. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FERNANDES, JULIANA RUIZ; PINTO, THALYTA NERY CARVALHO; PIEMONTE, LUCAS LOPES; ARRUDA, LIA BARBARA; DA SILVA, CIBELE CRISTINE BERTO MARQUES; CARVALHO, CELSO R. F.; PINTO, REGINA MARIA CARVALHO; DUARTE, ALBERTO J. S.; BENARD, GIL. Long-term tobacco exposure and immunosenescence: Paradoxical effects on T-cells telomere length and telomerase activity. MECHANISMS OF AGEING AND DEVELOPMENT, v. 197, JUL 2021. Citações Web of Science: 0.
THALYTA NERY CARVALHO PINTO; JULIANA RUIZ FERNANDES; LIÃ BARBARA ARRUDA; ALBERTO JOSÉ DA SILVA DUARTE; GIL BENARD. Cost-Effective Trap qPCR Approach to Evaluate Telomerase Activity: an Important Tool for Aging, Cancer, and Chronic Disease Research. Clinics, v. 76, p. -, 2021. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.