Busca avançada
Ano de início
Entree

Nanoemulsões como sistemas de liberação do azul de metileno e da metformina para tratamento do câncer de pele: estudos de liberação, permeação/retenção 'in vitro' e citotoxicidade.

Processo: 17/18239-0
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2018 - 31 de janeiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacotecnia
Pesquisador responsável:Maria Teresa Junqueira Garcia
Beneficiário:Maria Teresa Junqueira Garcia
Instituição Sede: Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas (ICAQF). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Diadema. Diadema , SP, Brasil
Pesquisadores associados:Leticia Norma Carpentieri Rodrigues ; Luciana Biagini Lopes ; Tereza da Silva Martins
Assunto(s):Azul de metileno  Metformina  Terapia fotodinâmica  Nanoemulsão 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:azul de metileno | liberação cutânea de fármacos | Metformina | nanoemulsões | promotor de absorção de cutânea | Terapia Fotodinâmica | Sistema de liberação tópico/transdérmico de fármacos

Resumo

A terapia fotodinâmica (TFD) é uma modalidade terapêutica que tem exibido grande potencial para o tratamento de lesões neoplásicas, incluindo o câncer de pele, por induzir a produção de agente altamente citotóxico (pela fotoativação de um fotossenssibilizador (FTS)), causando a morte celular por apoptose e/ou necrose. O azul de metileno (AM) é um FTS que possui propriedades fotofísicas e fotoquímicas adequadas para um bom desempenho na terapia e pode ser facilmente obtido em escala industrial com boa reprodutibilidade e com custo reduzido. Entretanto, assim como as outras terapias, a TFD pode induzir resistência das células tumorais. O regime combinado da TFD com outras modalidades terapêuticas (capazes de atuar por diferentes mecanismos) é uma nova estratégia nas terapias oncológicas no sentido de superar a resistência das células tumorais, aumentar o efeito citotóxico e a eficácia do tratamento, sem aumentar a toxicidade ao paciente. A Metformina (MET) é um hipoglicemiante que tem exibido ação antiproliferativa para vários tipos de neoplasias, incluindo o câncer de pele. E mais, ela é capaz de atuar sinergicamente com vários fármacos, inclusive com os FTSs na TFD, no combate às células tumorais.Logo, o regime combinado da TFD (mediada pelo AM) e da MET é uma atraente proposta para o tratamento do câncer de pele tipo não melanoma no sentido de minimizar a resistência das células tumorais, bem como otimizar a resposta terapêutica. A aplicação tópica do AM e da MET no tratamento de lesões neoplásicas cutâneas é uma estratégia objetivando proporcionar o efeito terapêutico a um sítio específico e reduzir a toxicidade sistêmica. Entretanto, para uma resposta terapêutica mais adequada, deve-se superar a barreira estrato córneo, camada mais externa da pele, que impede os fármacos (AM e MET) de alcançarem camadas mais profundas e na concentração adequada. Assim, a elaboração de um sistema que otimize a penetração cutânea do AM e da MET, bem como minimize a exposição sistêmica vem contribuir para uma resposta terapêutica mais efetiva com baixo índice de efeitos adversos. As nanoemulsões vêm ao encontro deste propósito uma vez que seus constituintes podem interagir com os lipídeos do estrato córneo aumentando a permeabilidade da membrana e a disponibilidade do fármaco no sítio alvo. Adicionalmente, a composição destes sistemas pode modular a liberação do fármaco, objetivando efeitos tópicos ou transdérmicos; e a organização estrutural destes sistemas pode impor restrição à liberação do fármaco, atuando como verdadeiros sistemas para a liberação prolongada de fármacos.Frente ao exposto, o presente projeto propõe a obtenção de nanoemulsões, a base de monoleína, para a liberação cutânea do AM e da MET, bem como a caracterização dos sistemas obtidos quanto às propriedades físico-químicas (tamanho de partícula, potencial zeta, difração de raio X a baixo ângulo, viscosidade e morfologia por cryo-TEM), ao perfil de liberação in vitro e ao perfil de permeação/retenção cutânea in vitro do AM e da MET. E objetivando complementar o desenvolvimento farmacotécnico, estudos de citotoxicidade em cultura de células serão conduzidos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DONADON, LARISSA GABRIELLA FUSCO; SALATA, GIOVANNA CASSONE; GONCALVES, THALITA PEDRALINO; MATOS, LISA DE CARVALHO; EVANGELISTA, MARIA CLARA PAIVA; DA SILVA, NICOLE SAMPAIO; MARTINS, TEREZA SILVA; MACHADO-NETO, JOAO AGOSTINHO; LOPES, LUCIANA BIAGINI; GARCIA, MARIA TERESA JUNQUEIRA. Monoolein-based nanodispersions for cutaneous co-delivery of methylene blue and metformin: Thermal and structural characterization and effects on the cutaneous barrier, skin penetration and cytotoxicity. International Journal of Pharmaceutics, v. 633, p. 18-pg., . (17/18239-0, 18/13877-1, 17/17844-8, 19/08582-5, 19/26048-6)
MATOS, LISA DE CARVALHO; CALIXTO, LEANDRO AUGUSTO; JUNQUEIRA GARCIA, MARIA TERESA. Developing an analytical method by HPLC for simultaneous quantification of methylene blue and metformin applied to in vitro skin permeation and retention studies. BIOMEDICAL CHROMATOGRAPHY, v. 35, n. 8, . (17/18239-0)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.