Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da inibição da MMP-2 sobre a cardiotoxicidade induzida pela doxorrubicina em ratos

Processo: 18/03381-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2018 - 31 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Bertha Furlan Polegato
Beneficiário:Bertha Furlan Polegato
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Doxorrubicina  Cardiologia  Remodelação ventricular 

Resumo

A doxorrubicina é um quimioterápico utilizado no tratamento de neoplasias malignas com alta efetividade. No entanto, pode cursar com cardiotoxicidade, que se manifesta como dilatação ventricular esquerda e disfunção cardíaca. A fisiopatologia da cardiotoxicidade ainda não é claramente entendida, mas ocorre disfunção mitocondrial, aumento do estresse oxidativo e ativação de metaloproteinases de matriz (MMP). As MMP são enzimas proteolíticas, que degradam componentes da matriz extracelular e participam ativamente do processo de remodelação ventricular. O objetivo do estudo é avaliar o efeito da inibição de MMP sobre a morfologia e função ventricular esquerda no modelo experimental de cardiotoxicidade induzida pela doxorrubicina em ratos. Para isso, serão utilizados 80 ratos Wistar machos que serão alocados em 4 grupos: controle, doxorrubicina, inibição de MMP e doxorrubicina + inibição de MMP. A inibição das MMP será realizada por injeção de doxiciclina (5mg/kg, IP) uma vez por semana, por 4 semanas. A doxorrubicina (5mg/kg, IP) será injetada uma vez por semana, por 4 semanas, sempre 48 horas após a injeção de doxiciclina. Após 4 semanas, será realizado ecocardiograma, estudo do coração isolado e eutanásia dos animais para coleta do material biológico. Será realizada avaliação do estresse oxidativo e atividade dos complexos enzimáticos da cadeia respiratória mitocondrial, atividade de MMP por zimografia e expressão proteica de MMP e TIMP por Western blot. Análise estatística: ANOVA de duas vias, com significância estatística de 5%. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)