Busca avançada
Ano de início
Entree

Prevalência e epidemiologia molecular de Staphylococcus aureus resistentes à meticilina em populações especiais

Resumo

Características dos habitantes, as condições de vida, comunidades com aglomerações de pessoas, doenças de base (como diabetes), uso de drogas injetáveis, e frequência de uso de antibióticos contribuem para a seleção de bactérias resistentes. Continuamos a falhar na contenção da propagação de genes de resistência, que já representam uma ameaça à saúde das populações. Atualmente, micro-organismos multidroga-resistentes já são responsáveis por quadros infecciosos adquiridos na comunidade. Exemplo importante são os MRSA (Methicillin-resistant Staphylococcus aureus), que representam grave risco à saúde pública em todo o mundo, devido à rápida propagação e diversificação de clones pandêmicos com virulência e resistência antimicrobiana cada vez maiores. MRSA são uma das principais causas de infecções nosocomiais ou relacionadas à assistência à saúde(Healthcare-associated[HA]-MRSA), e vem crescendo a prevalência desse micro-organismo nas infecções associadas à comunidade (Community-associated[CA]-MRSA). Entretanto, os estudos são heterogêneos quanto a objetivos e métodos, e não permitem delinear um quadro completo e coerente da epidemiologia do CA-MRSA. Esse hiato é particularmente relevante em nosso país, onde os dados sobre CA-MRSA são escassos. Uma faceta relevante da epidemiologia de S. aureus é o acometimento de "populações especiais". Esse termo deve ser entendido como referindo-se a estratos populacionais diferenciados por pressões ecológicas e/ou condições de morbidade específicas, tais como idosos, acamados e portadores de doenças crônicas, notadamente o diabetes mellitus. Assim sendo, esse estudo propõe uma maior investigação sobre a epidemiologia de S. aureus e MRSA em sujeitos diabéticos insulina-dependentes e idosos acamados cuidados em domicílio ou institucionalizados, para determinação da prevalência nasal e oral desses micro-organismos e os fatores de risco para colonização. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
TEIXEIRA, NATHALIA BIBIANA; CASTELO BRANCO FORTALEZA, CARLOS MAGNO; DE SOUZA, MATHEUS CRISTOVAM; MONTEIRO PEREIRA, THAIS ALINE; DE CAMARGO COLENCI, BIBIANA PRADA; RIBEIRO DE SOUZA DA CUNHA, MARIA DE LOURDES. Molecular characterization of methicillin-resistant Staphylococcus aureus among insulin-dependent diabetic individuals in Brazil. ANNALS OF CLINICAL MICROBIOLOGY AND ANTIMICROBIALS, v. 20, n. 1 FEB 10 2021. Citações Web of Science: 0.
MARTINS, KATHERYNE BENINI; FERREIRA, ADRIANO MARTISON; PEREIRA, VALERIA CATANELI; PINHEIRO, LUIZA; DE OLIVEIRA, ADILSON; RIBEIRO DE SOUZA DA CUNHA, MARIA DE LOURDES. In vitro Effects of Antimicrobial Agents on Planktonic and Biofilm Forms of Staphylococcus saprophyticus Isolated From Patients With Urinary Tract Infections. FRONTIERS IN MICROBIOLOGY, v. 10, JAN 28 2019. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.