Busca avançada
Ano de início
Entree

Equipamentos Multiusuários (EMUs) concedidos pela FAPESP

Sistema de classificação e busca

Os EMUs são organizados em uma taxonomia de três níveis com foco no objeto do uso do equipamento* -- não na especialidade do usuário. No nível mais elevado, há seis categorias:

  1. Processos físicos - Os objetos são sistemas físicos, tais como plasmas, chips ou filmes.
  2. Processos biológicos - Equipamentos para produzir ou analisar sistemas biológicos.
  3. Caracterização de materiais - Para analisar pequenas partes de amostras.
  4. Caracterização e análise de amostras - Para examinar amostras como um todo.
  5. Equipamentos de grande porte
  6. Equipamento de infraestrutura

Para encontrar um equipamento com as características desejadas, há três alternativas:

  1. Navegar pela classificação. Os itens dos níveis mais altos podem ser expandidos para revelar os mais baixos.
  2. Preencher o quadro de palavras-chave, ao lado.
  3. Alimentar a ferramenta de buscas da BV (acima) com termos que identifiquem o equipamento ou a técnica.

As três alternativas conduzem ao mesmo resultado: página do EMU na BV-FAPESP, com informações técnicas sobre o equipamento, sua localização, procedimento para acesso e pesquisador responsável.

Certos EMUs aparecem em mais de um ramo do sistema taxonômico. Essa redundância visa a facilitar a busca via navegação pela árvore de classificação.

* A taxonomia é baseada no sistema desenvolvido pela Universidade de Leeds, Reino Unido (https://ris.leeds.ac.uk/info/31/research_equipment_and_infrastructure/162/equipment_classification), implementado na plataforma N8 Shared Equipment Inventory System (https://www.n8equipment.org.uk).

Agrupamento:
Cidade | Equipamentos
Formato:
Compactado | Expandido

Download da lista de Equipamentos Multiusuários

Auxílios à pesquisa
Apoio FAPESP em números * Quantidades atualizadas em 04/04/2020
Refinar resultados
  • Ano de vigência
  • Área do conhecimento
  • Equipamentos Multiusuários (EMU)
  • Ano de início
  • Instituição-sede de Pesquisa
Pesquisador responsável
Histórico do fomento, por ano de início
Projetos de pesquisa vigentes por ano