Busca avançada
Ano de início
Entree

Métodos rápidos de coleta de dados de ressonância magnética nuclear para estudos estruturais de biomoléculas

Processo: 07/02716-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Novas Fronteiras
Vigência (Início): 01 de maio de 2008
Vigência (Término): 30 de junho de 2008
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biofísica - Biofísica Molecular
Pesquisador responsável:Ana Carolina de Mattos Zeri
Beneficiário:Ana Carolina de Mattos Zeri
Anfitrião: Thomas Szyperski
Instituição-sede: Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS). Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : University at Buffalo (UB), Estados Unidos  

Resumo

A Ressonância Magnética Nuclear (RMN) aplicada ao estudo estrutural de proteínas fornece informações comparáveis à cristalografia de raios-x, além de possibilitar a obtenção de parâmetros dinâmicos e de interações entre proteínas e ligantes. Vantagens quanto ao estado das amostras, que são estudadas em condições mais próximas do estado natural das moléculas, são no entanto contrabalenceadas pelo limite de tamanho acessível à técnica. Experimentos multidimensionais são a base dos métodos modernos de RMN de proteínas, e correlacionam frequências diferentes visando a identificação de todos os núcleos atômicos na proteína. O tempo de aquisição dos dados se torna proibitivo com o aumento de dimensões espectrais, somando-se então aos problemas de indentificação de inúmeros sinais com o aumento da massa molecular. Uma técnica que possibilita uma redução drástica no tempo de coleta de dados, sem prejudicar a resolução, é a GFT-NMR desenvolvida pelo Prof. Thomas Szypersky, da State University of New York, Buffalo com quem pretendo realizar esse estágio. Essa técnica permite a obtenção de espectros multidimensionais que são combinações lineares de outros espectros multidimensionais, gerando muitos sinais correlacionados em um mesmo experimento. Técnicas automatizadas de análise de dados também vem sendo desenvolvidas pelo Prof. Szyperski, visando a obtenção de estruturas de proteínas em menor tempo. A implementação desta metodologia no laboratório multi-usuário do LNLS, combinando a redução do tempo experimental com a facilidade da análise automatizada de dados, ampliará a gama de aplicações já disponíveis e o número de pesquisadores beneficiados. (AU)