Busca avançada
Ano de início
Entree

Um estudo sobre mobilidade formal-informal e seus efeitos sobre os salários

Processo: 01/14041-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2002
Vigência (Término): 31 de março de 2003
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Economia - Economia dos Recursos Humanos
Pesquisador responsável:Naercio Aquino Menezes Filho
Beneficiário:Andrea Zaitune Curi
Instituição-sede: Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Desigualdade de renda   Salários   Trabalho informal   Mobilidade no trabalho   Mercado de trabalho

Resumo

A concentração de renda é uma das características mais perversas da economia brasileira. Dentre os fatores responsáveis destacam-se os elevados diferenciais existentes na estrutura de salários da economia, os quais são uma característica marcante do mercado de trabalho brasileiro. A desigualdade salarial pode ser explicada pelas diferenças nos atributos produtivos dos trabalhadores. Entretanto, grande parte deste diferencial permanece inexplicada. Parte deste diferencial poderia ser explicado pela existência de segmentação no mercado de trabalho, com indivíduos com o mesmo potencial produtivo recebendo salários diferentes. As conseqüências desses diferenciais de salários dependem do nível de mobilidade entre os diversos segmentos do mercado. Este trabalho visa analisar a mobilidade dos trabalhadores entre os setores formal e informal da economia ao longo dos 16 meses nos quais são entrevistados oito vezes pela Pesquisa Mensal de Emprego (PME). Pretende-se ainda, entender como a mobilidade dos trabalhadores é afetada por mudanças ocorridas entre 84 e 99 e se houve um aumento da transição dos trabalhadores do formal para o informal no período analisado, associando aos acontecimentos da década de 80 e 90 ocorridos no Brasil como a liberalização cambial, mudanças introduzidas na constituição de 1988 e na legislação trabalhista, introdução do seguro desemprego, abertura comercial, mudanças tecnológicas. (AU)