Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de linhagem industrial de Saccharomyces cerevisiae produtora de etanol combustível com atividade bactericida através da expressão de gene heterólogo

Processo: 00/07521-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2000
Vigência (Término): 30 de novembro de 2002
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia
Pesquisador responsável:Luiz Carlos Basso
Beneficiário:Maria Evangelina de Camargo
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Fermentação alcoólica   Leveduras

Resumo

A contaminação bacteriana, sério problema para a produção, industrial de etanol pela via fermentativa, exige elevados custos com o uso de antibióticos. A despeito dos ganhos tecnológicos do setor, apenas recentemente leveduras com capacidade de sobrevivência ao longo da safra foram selecionadas, destacando-se a linhagem PE-2, possibilitando a produção de substâncias com efeito bactericida durante a fermentação industrial. Porém, devido à ausência de marcas de auxotrofia, essas linhagens apresentam dificuldades na seleção de células recombinantes. Sendo assim, se propõe um sistema de transformação, composto por uma molécula de DNA fita dupla linear, contendo um cassete de expressão formado pelo gene pedA da bactéria láctea Pediododdus lactici, sob transcrição do promotor PGK, ladeado por seqüências do gene CAN1 de Saccharomyces cerevisiae, que se integra no gene CAN1 através de recombinação homóloga entre o gene e as extremidades do sistema de transformação, tornando a célula resistente à L-canavanina, sem necessitar de pressão seletiva, além de manter a informação adicional estável. Com isso a levedura de processo industrial, PE-2, passará a produzir PA-1 com atividade bactericida, diminuindo ou até dispensando o uso de antibióticos o que proporcionará vantagens técnicas e econômicas ao processo industrial. (AU)