Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da remoção do plasma seminal sobre a congelabilidade de ejaculados de touros avaliada através de análises in vitro e da inseminação artificial em temo fixo

Processo: 07/52534-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2007
Vigência (Término): 30 de junho de 2008
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Alicio Martins Júnior
Beneficiário:José Antônio Tanajura Neto
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Fertilidade   Sêmen   Congelamento   Centrifugação

Resumo

O presente trabalho visa verificar os efeitos da centrifugação do sêmen de touro, com remoção total do plasma seminal, sobre a viabilidade espermática pós-descongelação, avaliada através de exames laboratoriais, da produção de embriões in vitro (PIV) e da taxa de concepção em vacas submetidas a IATF. Amostras de sêmen (25 ejaculados) de cinco touros da raça Nelore, lotados em Central de Inseminação Artificial, serão processadas pelo método tradicional (grupo controle) e experimental (grupo centrifugado). O meio tris-ácido cítrico-frutose, com 20% de gema e 7% de glicerol, será utilizado para o processamento das amostras em ambos os grupos. Cada ejaculado será dividido em alíquotas de igual volume antes de cada procedimento. No grupo centrifugado, a alíquota será diluída na proporção de 1:2 (sêmen:meio) em tubo cônico e centrifugada a 700 x g/10 minutos. O sobrenadante será removido e o "pellet" ressuspendido com o meio de criopreservação (fração A, sem glicerol), similar ao grupo controle. A seguir, as amostras serão diluídas (60 x 106 de espermatozóides/ml), resfriadas a 4ºC e, então, congeladas. Após descongelação, amostras de cada grupo e colheita serão avaliadas através de análise computadorizada (CASA), bem como utilizadas na PIV e IATF. Os dados serão submetidos à análise de variança (ANOVA), com as médias comparadas através do teste de Tukey (para os resultados de análise computadorizada e de IATF), e teste t, para os dados de PIV. Diferenças de P < 0,05 serão consideradas. (AU)