Busca avançada
Ano de início
Entree

Aspectos neurolinguísticos de neurônios-espelhos no reconhecimento de verbos

Processo: 20/02273-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de março de 2020
Vigência (Término): 30 de setembro de 2020
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Convênio/Acordo: Cognitive Science and Technology Council of Iran
Pesquisador responsável:Fábio Marques Simões de Souza
Beneficiário:Suelen Lorenzato dos Reis
Instituição-sede: Centro de Matemática, Computação e Cognição (CMCC). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/06504-4 - O papel dos neurônios espelhos na Toxicodependência: um estudo Cross-Linguístico no Irã e no Brasil, AP.R
Assunto(s):Neurociências   Neurônios-espelho   Neurolinguística   Aquisição da linguagem   Verbo   Reconhecimento da fala   Transtornos relacionados ao uso de álcool

Resumo

Neurônios espelhos são instrumentos para um melhor entendimento da linguagem. Em vista disso, os neurônios espelhos identificam ações em sons e imagens. Definida a relação desses neurônios entre os sons e seu significado correspondente elas podem servir de sustentação na formação das palavras proporcionando uma comunicação mais rica nesse contexto. Ademais esses neurônios permitem interpretar as ações e intenções dos outros, permitindo assim a admiração do ponto de vista de outras pessoas. Pessoas em tratamento de toxicodependência têm receio sobre a sua história de vida passada, alguns supõem que esse sentimento de medo e vergonha pode ter relação com funcionamentos dos neurônios espelhos. Levando em consideração que esses neurônios possam funcionar de várias maneiras quando presentes no sistema auditivo ou visual, iremos investigar a relação que esses neurônios possam ter com o estímulo verbal. Sendo assim a linguagem no reconhecimento de verbos será estudada. Os resultados desse trabalho poderão ser úteis para um melhor entendimento dos neurônios espelhos envolvidos durante uma tarefa linguística no vício para futuros propósitos de intervenção. No presente estudo pessoas que fazem o uso de álcool e pessoas não alcoólicas serão recrutadas a uma tarefa linguística em Português onde suas respostas serão avaliadas utilizando eletroencefalograma (EEG). Os dados coletados serão analisados em um contexto cross-linguístico e comparados com os dados realizados em um experimento similar realizado em Farsi no Irã. (AU)