Busca avançada
Ano de início
Entree

Dinâmica evolutiva da resistência de Spodoptera frugiperda (Lepidoptera: Noctuidae) ao inseticida benzoato de emamectina no Brasil

Processo: 19/20385-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2020
Vigência (Término): 30 de novembro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Celso Omoto
Beneficiário:Dionei Schmidt Muraro
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/16609-7 - Abordagem multi e interdisciplinar para compreender padrões espaço-temporais de insetos praga e delinear paisagens para manejo sustentável de pragas em sistemas agrícolas tropicais, AP.TEM
Assunto(s):Entomologia agrícola   Modelos matemáticos   Spodoptera frugiperda

Resumo

O sistema intensivo de produção agrícola no Brasil favorece o desenvolvimento de insetos-praga. Apesar dos avanços de manejo integrado de pragas (MIP) na agricultura, o uso de inseticidas químicos ainda é uma das principais táticas de controle. A redução da eficácia dos inseticidas em razão da evolução da resistência têm sido uma das grandes ameaças para programas de MIP. Spodoptera frugiperda (J.E. Smith) é uma praga de grande importância econômica em cultivos de milho e algodão, devido as suas características bioecológicas, como a alta polifagia e alta capacidade de dispersão. Estas características bioecológicas associadas ao sistema de produção intenso, favorecem o processo de evolução da resistência a inseticidas. Nesse sentido, a implementação de estratégias de manejo da resistência é fundamental para manter a eficácia dos inseticidas no controle de pragas e preservar a vida util destas tecnologias. A interação envolvendo inimigos naturais e genótipos de insetos-praga resistentes ou suscetíveis a inseticidas pode ser de capital importância para a evolução da resistência a campo. Desta forma, a presente proposta de pesquisa visa buscar informações que possam contribuir para o desenvolvimento de programas proativos para o manejo da resistência de S. frugiperda ao inseticida benzoato de ememectina. Serão conduzidos estudos de monitoramento da resistência, padrão de herança da resistência e custos adaptativos associados à resistência. Mediante uso de modelos computacionais serão realizados estudos de interações do predador Podisus nigrispinus com linhagens de S. frugiperda com suscetibilidade diferencial ao benzoato de emamectina na evolução da resistência.