Busca avançada
Ano de início
Entree

Literaturas de língua portuguesa: escritores em um espaço literário transnacional

Processo: 19/20750-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 05 de janeiro de 2021
Vigência (Término): 19 de agosto de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Outras Sociologias Específicas
Pesquisador responsável:Luiz Carlos Jackson
Beneficiário:Marcello Giovanni Pocai Stella
Supervisor no Exterior: Gisele Sapiro
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS), França  
Vinculado à bolsa:18/25486-7 - Literaturas de língua portuguesa: escritores em um espaço literário transnacional, BP.DR
Assunto(s):Escritores   Sociologia da literatura   Transnacionalismo   Língua portuguesa

Resumo

Este projeto de doutorado visa, antes de tudo, debater e aprofundar uma reflexão sobre as condições sociais de emergência de um espaço literário transnacional da língua portuguesa. Como foi sua constituição? Quais são os seus conflitos internos? Quais são seus principais atores? Para responder a essas perguntas, focalizaremos as trajetórias sociais e profissionais de alguns escritores portugueses que trabalham no espaço. Os produtores literários são atores centrais na compreensão da sócio-história desse espaço, pois são artesãos centrais na manutenção e transformação da linguagem. Como são realizados os processos de consagração e legitimação dentro e fora da língua portuguesa? Como eles circulam no espaço? Quais são as hierarquias de classificação e os confrontos entre eles e elas? A sociologia da literatura até agora tratou seus objetos e temas sempre de acordo com as fronteiras e territórios nacionais, sem questionar a instabilidade desses conceitos e termos, que são realidades muito mais imaginadas e em constante mudança. que construções estáveis e inabaláveis. Assim, focaremos a atenção no surgimento de um espaço transnacional da língua portuguesa e, para apreender seu processo de constituição, prestaremos atenção também à sua institucionalização, ou seja, como os escritores participaram da construção de uma rede literária, econômica e política de integração entre países. Para fazer a pesquisa, tomaremos como marco o ano de 1988, quando os governos brasileiro e português criaram o prêmio literário Camões, uma das primeiras instâncias de integração literária entre os países de língua portuguesa. Em seguida, estudaremos um grupo de escritores que publicaram a partir de 1988 nos países de língua portuguesa e focaremos em suas origens sociais e sobre como elas circulam e se consagram. (AU)