Busca avançada
Ano de início
Entree

Modelagem da dinâmica de carbono no solo e emissões de gases de efeito estuda em culturas tropicais e mediterrâneas

Processo: 19/22955-9
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2020
Vigência (Término): 31 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Convênio/Acordo: Rede de Universidades Italianas
Pesquisador responsável:Newton La Scala Júnior
Beneficiário:Camila Viana Vieira Farhate
Supervisor no Exterior: Federica Zanetti
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Local de pesquisa : Università di Bologna, Itália  
Vinculado à bolsa:18/14958-5 - Expansão do canavial sob diferentes sistemas de manejos: um estudo de longa duração, BP.PD
Assunto(s):Cana-de-açúcar

Resumo

A emissão de gases de efeito estufa em áreas agrícolas é um importante indicador da sustentabilidade da bioenergia e do etanol produzido no Brasil, bem como modificações nos estoques de carbono do solo, induzidas pelos sistemas de manejo adotados pelos agricultores. Nesse contexto, há uma demanda por modelos que apoiem a decisão de melhores práticas de manejo a serem aplicadas nessas áreas. Portanto, o principal objetivo deste projeto é calibrar e avaliar modelos baseados em processos de dinâmica de carbono baseados em áreas cultivadas com cana-de-açúcar e culturas mediterrâneas (trigo e feijão), sob o uso de diferentes sistemas de manejo, usando o software UNIMI.CRONO. Esta proposta de pesquisa tem como objetivo unificar os dados coletados no âmbito de dois projetos financiados pela FAPESP, segundo o qual o conjunto de dados 1 se refere à Bolsa de Pós-Doutorado FAPESP # 2018 / 14958-5, e o conjunto de dados 2 se refere ao MSc Grant FAPESP # 2013 / 21696- 3) No final deste projeto, esperamos estabelecer um conjunto de parâmetros adequados, com base nos atributos do solo e do manejo, para simular corretamente a dinâmica do carbono em lavouras de cana-de-açúcar brasileiras, com o software UNIMI.CRONO. Além disso, espera-se compreender melhor os efeitos de práticas de manejo que antecedem o plantio da cana-de-açúcar sob o carbono do solo em condições tropicais, visando garantir maior sustentabilidade do etanol produzido nessas áreas, tanto do ponto de vista da qualidade do solo como do balanço de gases de efeito estufa. (AU)