Busca avançada
Ano de início
Entree

Estratégias de coalizão em São Paulo: perspectivas para uma renovação territorial do sindicalismo

Processo: 19/22049-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2020
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Outras Sociologias Específicas
Pesquisador responsável:Ruy Gomes Braga Neto
Beneficiário:Alexandre Espreafico Guelerman Ramos
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Sociologia do trabalho   Movimentos sociais   Lutas territoriais   Entrevistas (psicologia)   Análise documentária

Resumo

Este projeto visa estudar em São Paulo a forma como dirigentes sindicais se relacionam com a construção de coalizões ao nível territorial com outros sindicatos e organizações de outros movimentos sociais. Levanto a hipótese de que as estratégias de coalizão territoriais, embora incipientes e com profundas diferenças de padrões e de avaliações ao longo do espectro sindical (entre sindicatos mais ou menos enraizados, entre sindicatos dirigidos pela concepção de "sindicalismo de resultados" e sindicatos ligados à esquerda política, entre sindicatos de setores precários e sindicatos de setores mais qualificados), trazem perspectivas para o fortalecimento do sindicalismo e para a ampliação de suas interlocuções - sobretudo, o desafio da aproximação do sindicalismo ao precariado. Para levar adiante essa pesquisa, pretende-se: I) revisar a discussão teórica acerca das estratégias de coalizão, das lutas territoriais e do precariado no Brasil e no mundo; II) utilizando-se de entrevistas semi-dirigidas, análise documental e participação, quando possível, em reuniões organizativas de coalizões, estudar avaliações de dirigentes sobre coalizões territoriais e casos concretos dessas coalizões (seus padrões, saldos e formas de repertório e frames). (AU)