Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito das plantas de cobertura e das doses de N sobre a atividade da sacarose sintase (SuSy), teor de celulose e qualidade das fibras de algodão

Processo: 19/19957-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2019
Vigência (Término): 31 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Fábio Rafael Echer
Beneficiário:Gustavo Ricardo Aguiar Silva
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE). Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Fisiologia vegetal   Atividade enzimática   Sacarose   Celulose   Fibra de algodão   Nitrogênio   Análise de variância   Teste de Tukey   Delineamento experimental

Resumo

A atividade enzimática nas folhas do algodoeiro influencia a formação da celulose nas fibras, e a enzima sacarose sintase (SuSy) atua na formação e na degradação da sacarose. O objetivo será avaliar a atividade da sacarose sintase e o conteúdo de celulose nas fibras do algodão cultivado sobre palhada de mucuna preta e Urochloa ruziziensis com ou sem inoculação e doses de nitrogênio. O delineamento será em blocos ao acaso com cinco repetições em esquema de parcelas subdivididas. Nas parcelas serão alocadas as plantas de cobertura, antecessoras ao algodoeiro: 1- Mucuna preta; 2- Pousio; 3- Braquiária ruziziensis + Azospirillum; 4- Braquiária ruziziensis + Mucuna preta; 5- Braquiária ruziziensis + Azospirillum + Mucuna preta e 6- Braquiária ruziziensis; nas subparcelas as doses de N: 80 e 120 kg ha-1 (ureia). A atividade da sacarose sintase (Susy) nas folhas e o teor de celulose nas fibras serão avaliados em folhas opostas ao fruto e em frutos do baixeiro, terço médio e ponteiro da planta aos 15 e 30 DAA (dias após a antese), respectivamente. O teor de celulose nas fibras será avaliado por ocasião da colheita. As características tecnológicas da fibra como micronaire, resistência, comprimento, índice de fibras curtas e maturidade da fibra serão determinadas. O estudo estatístico compreenderá á análise de variância e as médias dos tratamentos experimentais serão comparadas pelo teste de Tukey ao nível mínimo de 5% de probabilidade. (AU)