Busca avançada
Ano de início
Entree

Relação entre as variações térmicas, sua previsibilidade e os limites térmicos superiores de larvas de anuros: uma abordagem integrativa

Processo: 18/11673-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2019
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Fisiologia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Carlos Arturo Navas Iannini
Beneficiário:Gustavo Adolfo Agudelo Cantero
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/16320-7 - Impactos das mudanças climáticas e ambientais sobre a fauna: uma abordagem integrativa, AP.PFPMCG.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):19/23325-9 - Arriscando a vida por nada? uma história sobre a exploração de paisagens térmicas extremas e a evolução de temerários naturais, BE.EP.DR
Assunto(s):Ecofisiologia   Ecologia   Biologia evolutiva   Larvas   Anura   Mudança climática

Resumo

Embora os impactos das Mudanças Climáticas (MC) sobre a biodiversidade são evidentes em múltiplos níveis da organização biológica, as consequências finais diferem entre a taxa devido à enorme diversidade de características das espécies (por exemplo, história natural, fisiologia, comportamento, plasticidade, potencial evolutivo) e às respostas necessárias para persistir sob um clima em mudança. Considerando os componentes térmicos do clima, está ficando claro que as alterações com efeitos significativos sobre a biodiversidade vão além das tendências centrais (por exemplo, temperatura média do ar) e incluem diferentes formas de variações temporais com nuances espaciais complexas. No entanto, nossa compreensão sobre as implicações da previsibilidade das variações térmicas para as respostas das espécies às MC é menos clara. Melhorar essa compreensão é o principal objetivo desta proposta. Um princípio fundamental neste projeto é que os Limites Térmicos Superiores de tolerância (LTS) e sua plasticidade, características chave para resistir aos aumentos da temperatura no marco das MC, respondem de forma previsível e adaptativa às variações térmicas e à sua previsibilidade. Portanto, testaremos a hipótese de que as variações diárias das temperaturas ambientais e sua previsibilidade influenciam de forma sinérgica os LTS e sua plasticidade. Usaremos larvas de anfíbios anuros como organismos modelo e adotaremos uma abordagem integrativa para testar respostas plásticas e adaptativas nos LTS (padrões conduzidos por processos). Esta abordagem integrativa inclui: 1) análise de dados climáticos em diferentes escalas espaciais e temporais; 2) um estudo comparativo dos LTS determinados no campo; e 3) um estudo de plasticidade do desenvolvimento dos LTS em resposta a distintos cenários simulados de variação térmica e previsibilidade no laboratório. Finalmente, seguiremos um marco teórico baseado nas teorias da verossimilhança e da informação para ajustar modelos estatísticos aos dados e realizar a seleção de modelos e a inferência estatística. (AU)