Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso de um modelo de unidade placentária derivada de humano para estudar o papel do sistema calicreína-cinina nas interações endoteliais e trofoblásticas placentárias e na angiogênese

Processo: 19/09745-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado Direto
Vigência (Início): 30 de setembro de 2020
Vigência (Término): 29 de setembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Dulce Elena Casarini
Beneficiário:Nayara Azinheira Nobrega Cruz
Supervisor no Exterior: Mariane Bertagnolli
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Centre Intégré Universitaire de Santé et de Services Sociaux du Nord-del’Île-de-Montréal (CIUSSS-NIM), Canadá  
Vinculado à bolsa:18/16653-7 - Análise de alterações nos sistemas renina-angiotensina e cininas-calicreínas na Obesidade infantojuvenil e sua contribuição para complicações associadas à Obesidade, BP.DD

Resumo

Este projeto aborda mecanismos de angiogênese responsáveis pela formação de novos vasos na placenta durante a gestação, estes podem sofrer alterações em complicações, incluindo distúrbios hipertensivos, diabetes e obesidade, bem como na programação fetal de doenças. Embora o comprometimento da angiogênese tenha sido bem documentado em gravidezes hipertensivas graves, até o momento, a compreensão dos mecanismos que alteram a angiogênese é muito limitado, particularmente quando a disfunção placentária tem origem no primeiro trimestre de gravidez. Isto é relevante porque uma em dez gravidezes tem hipertensão. Os distúrbios da hipertensão arterial são responsáveis por 25% de todos os nascimentos prematuros e pela restrição do crescimento fetal, sendo ainda responsáveis por 76.000 mortes maternas e 500.000 infantis a cada ano. Além disso, as conseqüências nas mães e bebês sobreviventes estão além da gravidez, ocorre aumento drástico do risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares e metabólicas ao longo da vida. Esses números refletem o conhecimento insuficiente sobre os mecanismos fisiopatológicos que causam alterações da angiogênese na gravidez. Conhecimento sobre esses mecanismos, poderia promover o desenvolvimento de terapias para lidar com as alterações circulatórias maternas, que poderiam, coletivamente, levar a melhora do panorama de intervenções precoces em gestações de alto risco e ajudar a prevenir doenças maternas e infantis relacionadas a hipertensão na gestação. O objetivo deste projeto é elucidar o papel de um mecanismo de controle da angiogênese recentemente descrito em placentas, o Sistema Calicreína - cinina (SCC), e como terapias podem modula-lo alterando a angiogênese placentária. Para alcançar este objetivo, a equipe da Dra. Bertagnolli projetou um modelo de unidade placentária derivada de humanos, combinando cultura primária de células endoteliais e de trofoblastos coletados de placentas doadas no hospital Sacré-Coeur em Montréal. Esta abordagem inovadora foi construída com base na expertise única da equipe de pesquisa do CIUSSS-NIM com o objetivo de acelerar a tradução do conhecimento experimental obtido para investigações clínicas neste campo.