Busca avançada
Ano de início
Entree

Nova metodologia de manejo da resistência (NMMR)

Processo: 19/10324-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2019
Vigência (Término): 31 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Convênio/Acordo: BBSRC, UKRI ; Newton Fund, com FAPESP como instituição parceira no Brasil
Pesquisador responsável:Ricardo Antonio Polanczyk
Beneficiário:Naymã Pinto Dias
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/21089-3 - Aumentando a diversidade para superar a evolução da resistência, AP.R
Assunto(s):Entomologia agrícola

Resumo

Este projeto prpoe uma abordagem revolucionária para o manejo de pragas que aumentará a sustentabilidade da produção agrícola. A evolução da resistência a inseticidas ocorre quando um único agente de controle é aplicado sobre áreas extensas, causando seleção consistente para genes de resistência raros. Para evitar este processo, investigaremos como múltiplas cepas fungos entomopatogenicos podem ser usados de maneira heterogênea em paisagens agrícolas, de modo que a seleção para resistência varie espacialmente. Também exploraremos o fato de que o genótipo ideal para se defender contra um patógeno é freqüentemente altamente sensível ao meio ambiente; ao sobrepor a variação na variabilidade do patógeno com a variação no tipo de cultura, diminuímos ainda mais a consistência da seleção e, assim, evitamos a evolução da resistência.