Busca avançada
Ano de início
Entree

Impacto da paisagem agrícola para manejo da resistência de Spodoptera frugiperda (J.E. Smith) (Lepidoptera: Noctuidae) a inseticidas espinosinas

Processo: 19/06217-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2019
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Celso Omoto
Beneficiário:Rubens Hideo Kanno
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Entomologia   Spodoptera frugiperda   Inseticidas   Resistência a inseticidas   Plantas hospedeiras

Resumo

A intensificação do sistema de produção tem alterado a dinâmica populacional de insetos-pragas que encontram nesse cenário condições ideais para o seu desenvolvimento, acarretando o aumento no uso de inseticidas e, consequentemente, a evolução da resistência de pragas. Esta situação é vista na região do Cerrado, onde as plantas de milho, soja e algodão são cultivadas durante todo o ano, com possível sucessão e sobreposição dessas culturas. Uma das pragas de grande importância econômica desse sistema de cultivos é Spodoptera frugiperda (J.E. Smith). As estratégias de manejo da resistência são mais eficazes quando implementadas em âmbito regional, considerando a paisagem agrícola onde a praga se encontra. Desta forma a proposta desse projeto visa buscar informações de como a paisagem agrícola composta por plantas de milho, soja e algodão pode influenciar a evolução da resistência de S. frugiperda a inseticidas, avaliando tanto parâmetros biológicos e comportamentais quanto o perfil proteico e metabólico dos indivíduos resistentes a inseticidas espinosinas quando alimentadas nestas plantas hospedeiras. Ainda pretende-se buscar marcadores enzimáticos por meio da proteômica e da metabolômica, e compará-los como marcadores obtidos por outras técnicas e.g genômica e transcritômica, afim de investigar os alvos moleculares que estão sob pressão de seleção em diferentes níveis moleculares. (AU)