Busca avançada
Ano de início
Entree

Conforto acústico em edifícios ícones da arquitetura modernista brasileira em São Paulo

Processo: 18/25711-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2019
Vigência (Término): 31 de março de 2020
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Tecnologia de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Ranny Loureiro Xavier Nascimento Michalski
Beneficiário:Karen Daiane dos Santos
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Acústica arquitetônica   Conforto acústico   Conforto ambiental   Espaço urbano   Poluição sonora   Edificações   São Paulo (SP)

Resumo

Esta pesquisa visa a avaliar o comportamento acústico em diferentes espaços urbanos na cidade de São Paulo. A finalidade é que os novos arquitetos e urbanistas não deixem de considerar desde a concepção de seus projetos o conforto acústico e a compatibilização entre as diferentes áreas do conforto ambiental (acústica, térmica, iluminação, ergonomia e ventilação natural de edifícios). Será avaliado o comportamento acústico em três edifícios ícones da Arquitetura Modernista Brasileira, de uso comercial e residencial, localizados na cidade de São Paulo, sendo eles: o edifício do Conjunto Nacional (1963), na Avenida Paulista, projetado pelo arquiteto Daniel Libeskind, o edifício Copan (1966), na Avenida Ipiranga, projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer e finalizado por Carlos Alberto Cerqueira Lemos, e o edifício originalmente construído para ser a sede do Banco Sul Americano (1966) e atual sede do Banco Itaú, na Avenida Paulista, do arquiteto Rino Levi. As avaliações não serão realizadas somente no interior das edificações, mas também em seu exterior, abrangendo tanto acústica arquitetônica como acústica urbana. Os métodos utilizados na pesquisa serão experimentais e qualitativos (através de levantamentos, entrevistas e medições de parâmetros acústicos, em campo). Além de entender as inter-relações da acústica com outras áreas do conforto ambiental, a pesquisa poderá auxiliar no entendimento do desempenho global dos edifícios e espaços urbanos, de modo a realizar uma análise crítica que vai além das questões quantitativas do desempenho ambiental, para incluir uma perspectiva arquitetônica à mesma e propor diretrizes de projeto de edificações e espaços urbanos para adequação acústica.