Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação e caracterização de DNAs satélites presentes no genoma de Thoropa (Anura, Amphibia)

Processo: 18/26507-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2019
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Pesquisador responsável:Patricia Pasquali Parise Maltempi
Beneficiário:Giselle Pessanha Pessoa
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):DNA satélite   Cromossomos   Cromossomos sexuais   Análise de sequência de DNA   População   Anura

Resumo

As sequências repetitivas atuam em importantes processos e arranjos celulares, como por exemplo na dinâmica evolutiva dos cromossomos sexuais e na estruturação da heterocromatina centromérica, além de fornecerem informações relevantes sobre a especiação e a filogenia de espécies relacionadas. A categoria mais representada de DNA repetitivo no genoma é o DNA satélite, que tem sido amplamente empregado como marcador em diversos trabalhos citogenéticos sobre evolução e diversidade biológica. Em anuros, estudos citogenéticos e citogenômicos são muito escassos, especialmente ao se considerar sua grande diversidade. Em Thoropa miliaris (Anura: Cycloramphidae) esses dados são mínimos, e nada se conhece sobre a organização das sequências repetitivas em seu genoma. Ao aplicar a técnica de bandamento C nos cromossomos de T. miliaris das populações de Santa Teresa (ES), Paraty (RJ) e São José do Barreiro (SP), foi observada uma superabundância de heterocromatina centromérica na primeira em relação àquela nas duas últimas populações, possivelmente indicando um acúmulo de DNA satélite que poderia levar ao isolamento genético da população de Santa Teresa (ES). Propõe-se identificar e caracterizar, pela primeira vez, sequências de DNA satélite presentes no genoma de T. miliaris da população de Santa Teresa (ES) e localizá-las em seus cromossomos. Pretende-se ainda fazer análises comparativas com as populações de Paraty (RJ) e São José do Barreiro (SP), possibilitando, em instância maior, a geração de dados que possam ajudar no entendimento da organização genômica e, talvez, em futuros estudos taxonômicos da espécie.