Busca avançada
Ano de início
Entree

Recuperação e purificação de anticorpos monoclonais por processos de cromatografia contínua de interação hidrofóbica

Processo: 18/16533-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2019
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Operações Industriais e Equipamentos para Engenharia Química
Pesquisador responsável:Iara Rocha Antunes Pereira Bresolin
Beneficiário:Iara Rocha Antunes Pereira Bresolin
Anfitrião: Alois Jungbauer
Instituição-sede: Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas (ICAQF). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Diadema. Diadema , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universität für Bodenkultur Wien, Áustria  
Assunto(s):Biotecnologia   Cromatografia   Processos de separação   Anticorpos monoclonais

Resumo

Anticorpos monoclonais (mAbs) têm sido muito aplicados na área terapêutica, que requer grandes quantidades do produto e alto grau de pureza, o que é atingido apenas por meio de métodos cromatográficos. Dentre eles, há a cromatografia de interação hidrofóbica que explora as características de hidrofobicidade dos mAbs. Contudo, um dos maiores problemas no desenvolvimento destes processos reside no tempo para a obtenção de grandes quantidades. Como alternativa pode-se utilizar o modo contínuo, no qual executa-se o processo com várias colunas, como na Cromatografia Periódica Contra-Corrente (PCCC), obtendo-se elevada produtividade e maior utilização da capacidade da coluna. Assim, este projeto tem como objetivo avaliar o efeito do tempo de residência, da concentração salina e do tipo de sal na adsorção de Trastuzumab em adsorventes de interação hidrofóbica (Toyopearl Phenyl-650 e Phenyl Sepharose 6 Fast Flow) visando sua purificação em um processo PCCC de 3 colunas. Serão realizados experimentos de adsorção de Trastuzumab, em batelada, com posterior caracterização da heterogeneidade utilizando as técnicas de espalhamento de raios-X a baixo ângulo (SAXS) e calorimetria diferencial de varredura (DSC). Em seguida, serão levantadas curvas de ruptura para determinação da capacidade de adsorção dinâmica em função do tempo de residência. Nos experimentos de purificação, para fins de seletividade e pureza serão analisadas as eletroforeses SDS-PAGE e ELISA. Conhecendo o tempo do experimento batelada e do ciclo contínuo, será avaliado o ganho de produtividade considerando o quanto de mAbs é purificado por hora em cada um dos modos de operação.