Busca avançada
Ano de início
Entree

A inclusão de dados fisiológicos em modelos que descrevem o impacto das mudanças climáticas na distribuição dos animais

Processo: 17/20474-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2017
Vigência (Término): 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia
Pesquisador responsável:Carlos Arturo Navas Iannini
Beneficiário:Carlos Ernesto Candia Gallardo
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/16320-7 - Impactos das mudanças climáticas e ambientais sobre a fauna: uma abordagem integrativa, AP.PFPMCG.TEM
Assunto(s):Fisiologia da conservação   Mudança climática   Modelagem

Resumo

O fato de que as mudanças climáticas ameaçam a biodiversidade faunística hoje em dia é incontestável. Um dos principais efeitos de tais mudanças é a mudança nos padrões de distribuição, a tendência mundial que tem sido observada para muitos taxa em diferentes biomas. Uma abordagem frequentemente usada pelos biólogos para entender e prever tais impactos é através do uso dos chamados modelos de envelope climático (modelagem de nicho). Esses modelos unem dados sobre a distribuição de espécies com dados ambientais e tentam prever ou reconstruir os padrões de distribuição de espécies sob diferentes cenários de mudanças climáticas. Embora esses modelos sejam úteis para prever os cenários atuais e passados da associação entre clima e distribuição, sua capacidade de prever futuras mudanças na distribuição associada às mudanças climáticas é limitada porque eles assumem que todas as espécies possuem habilidades comparáveis para lidar com as mudanças climáticas, e que o clima que caracteriza a distribuição atual corresponde às condições ideais. Uma maneira de superar esta ressalva é parametrizar e incorporar as propriedades fisiológicas intrínsecas das espécies (tolerância, capacidade e plasticidade) para prever suas respostas às variáveis climáticas e como essas propriedades podem afetar as áreas geográficas de assembleias, espécies e populações. O objetivo geral desta proposta de pesquisa é entender a regulação de estratégias fenológicas e sua plasticidade frente a mudanças climáticas e eventos extremos. Serão comparadas as estratégias fenológicas de diferentes espécies simpátricas das borboletas Ithomiini, de populações geográficas de uma mesma espécie que apresentem estratégias fenológicas distintas, além de medir a variação individual dentro de populações.