Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo estatístico da chuva desencadeadora de desastres hidrológicos na região administrativa de Marília

Processo: 17/07810-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2017
Vigência (Término): 31 de agosto de 2018
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Civil - Geotécnica
Pesquisador responsável:Anna Silvia Palcheco Peixoto
Beneficiário:Mauro Hideki Fujiyama Junior
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Geotecnia ambiental   Geomorfologia   Desastres ambientais   Chuva   Inundações   Análise estatística de dados   Análise de risco

Resumo

Os desastres naturais podem ser definidos como fenômenos capazes de causar uma grave perturbação no funcionamento de um grupo social, gerando danos ambientais, econômicos e sociais, sendo seu grau de devastação um fator diretamente relacionado com a vulnerabilidade da comunidade afetada. A avaliação do risco é de extrema importância para o planejamento e prevenção de eventos desse tipo, de forma a criar comunidades mais resilientes, isto é, capazes de resistir, absorver e se recuperar dos efeitos dos desastres. A estatística é uma ciência que possibilita a quantificação da aleatoriedade de ocorrência dos eventos naturais proporcionando um meio de análise e observação. Nesse contexto, essa pesquisa tem como objetivo estudar os desastres naturais gerados pela chuva na região administrativa de Marília através de métodos estatísticos, de forma a criar um mapeamento dos principais pontos suscetíveis aos eventos catastróficos considerando as características geográficas e populacionais dos locais afetados. A metodologia aplicada será baseada no levantamento quantitativo de dados de chuva desencadeadora dos desastres naturais, nos 51 municípios da região, através de pesquisa nos bancos de dados do Departamento de Águas e Energia Elétrica, Agência Nacional de Águas e Cemaden, no período de 2009 a 2016. Com as informações obtidas, serão construídos histogramas a fim de se obter a distribuição de probabilidade relacionada com a probabilidade de ocorrência dos desastres desencadeados por eventos hidrológicos. Assim, através da Simulação de Monte Carlo, realizada com o software Palisade@Risk, será possível analisar os riscos de sucessão dos eventos de acordo com a vulnerabilidade dos locais, considerando suas características físicas, populacionais, econômicas, geológicas e geomorfológicas. (AU)