Busca avançada
Ano de início
Entree

Um norte-americano na Petrobras: a trajetória do geólogo Walter Link (1902 - 1982) no Departamento de Exploração - DEPEX/Petrobras (1954 - 1960) e sua influência no processo técnico e exploratório do petróleo no Brasil

Processo: 14/06843-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2014
Vigência (Término): 30 de junho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História das Ciências
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Silvia Fernanda de Mendonça Figueirôa
Beneficiário:Drielli Peyerl
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):15/03244-3 - O modelo da indústria petrolífera dos Estados Unidos no Brasil: o caso do geólogo norte-americano Walter link (1902 - 1982), BE.EP.PD
Assunto(s):Petróleo

Resumo

Em 1953, após a famosa campanha 'O petróleo é nosso', cria-se a Petrobras, empresa de economia mista responsável pelo monopólio estatal, que acaba por absorver gradativamente as atividades do Conselho Nacional do Petróleo (1938). A empresa inicia suas atividades em 1954, executando tarefas no setor de exploração de petróleo no intuito de diagnosticar as reais possibilidades petrolíferas do Brasil. Para tanto, contrata no mesmo ano o geólogo norte-americano Walter Link (1902 - 1982) para assumir o cargo máximo dentro do Departamento de Exploração da empresa, criado em 1955. A atitude da Petrobras modificaria os rumos da pesquisa exploratória no país. Walter Link possuía vasta experiência na área de exploração de petróleo por meio do seu trabalho na empresa Standard Oil, tendo realizado inclusive mapeamento de depósitos petrolíferos em países da América Latina. Este geólogo instituiu um programa de exploração bastante ambicioso ao implantar uma estrutura organizacional nos moldes da indústria americana, reunindo estudos e pesquisas anteriores sobre as Bacias sedimentares brasileiras. Sua procura por petróleo no Brasil resultou no famoso Relatório Link, o qual entrega ao deixar a empresa em 1960. No Relatório, Link classificava as Bacias sedimentares brasileiras de maneira negativa, e apontava que os estudos exploratórios de petróleo no país deveriam ser dirigidos para a plataforma continental. O Relatório, considerado como confidencial, vazou para a imprensa, repercutindo nacional e internacionalmente. Por tais declarações, Link foi duramente criticado, e o fato de ser estrangeiro só agravou a situação. Apenas vários anos mais tarde a Petrobras reconheceria que Link estava certo. Estudos até hoje realizados relacionados a esse período destacam sempre a repercussão econômica e política do Relatório de Link (pós 1960), enquanto há uma lacuna de análises dos fatos relacionados ao seu trabalho e ao próprio processo técnico-científico de exploração do petróleo entre 1954 e 1960, o que constitui o objeto central que pretendemos investigar. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PEYERL, DRIELLI; DE MENDONCA FIGUEIROA, SILVIA FERNANDA. Applied geophysics in Brazil and the development of a national oil industry (1930-1960). HISTORY AND TECHNOLOGY, v. 36, n. 1 MAY 2020. Citações Web of Science: 0.
PEYERL, DRIELLI; DE MENDONCA FIGUEIROA, SILVIA FERNANDA; BOSETTI, ELVIO PINTO. THE NORTH AMERICAN GEOLOGIST WALTER KARL LINK AND OIL EXPLORATORY RESEARCH AT PETROBRAS (1954-1960). EARTH SCIENCES HISTORY, v. 35, n. 2, p. 387-398, 2016. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.