Busca avançada
Ano de início
Entree

Relações entre comportamento vocal, imunidade e níveis plasmáticos de corticosterona e testosterona em bufonídeos da Caatinga

Processo: 13/10360-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2013
Vigência (Término): 31 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Comparada
Pesquisador responsável:Fernando Ribeiro Gomes
Beneficiário:Bruna de Oliveira Cassettari
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Anura   Esteroides   Imunologia   Seleção sexual

Resumo

De acordo com o modelo de seleção sexual mediada por parasitas, fêmeas de diferentes espécies tendem a selecionar machos com características sexuais secundárias exacerbadas, as quais devem refletir a qualidade genética de seus portadores quanto à resistência parasitária. Hormônios esteroides gonadais e interrenais poderiam mediar esta relação entre intensidade de sinais e intensidade parasitária, pois estão envolvidos no desenvolvimento das características sexuais secundárias, comportamento de corte e mobilização de reservas energéticas durante a atividade reprodutiva, enquanto apresentam também efeitos imunomoduladores. Em anfíbios anuros, podem ser observadas correlações positivas entre taxa de vocalização e níveis plasmáticos de hormônios esteróides (testosterona e corticosterona) intra e interespecificamente, e dados recentes para algumas espécies mostram correlações negativas das taxas de vocalização com intensidade parasitária e resposta imunitária induzida. Entretanto, espécies com padrões reprodutivos diferentes podem apresentar níveis plasmáticos de hormônios esteróides distintos durante o período reprodutivo, e consequentemente, diferenças em imunocompetência. Desta forma, a proposta deste trabalho é investigar as relações entre comportamento reprodutivo (comportamento vocal e densidade de coro), imunidade (capacidade bactericida plasmática e resposta inflamatória subcutânea ao desafio com fitohemaglutinina) e níveis plasmáticos de testosterona e corticosterona de duas espécies de sapo do semi-árido brasileiro (Caatinga) que apresentam diferenças quanto ao padrão reprodutivo (Rhinella granulosa e R. jimi).

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
CASSETTARI, Bruna de Oliveira. Relações entre comportamento vocal, imunidade e níveis plasmáticos de corticosterona e testosterona em sapos (Rhinella granulosa). 2016. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Biociências São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.