Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel das Embaixadas na legislação estatutária comunal italiana e na crônica de Salimbene de Adam (séculos XII-XIV)

Processo: 12/16475-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2013
Vigência (Término): 13 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História Antiga e Medieval
Pesquisador responsável:Marcelo Cândido da Silva
Beneficiário:Edward Dettmam Loss
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):13/07721-5 - A legislação estatutária comunal italiana: tradição manuscrita e especificidades metodológicas (séculos XII a XIV), BE.EP.MS
Assunto(s):Crônica histórica   Diplomacia   Estatutos   Embaixada

Resumo

Debates realizados nas últimas décadas acerca do conceito de Diplomacia permitiram a consideração das práticas de negociação e mediação do período medieval como práticas diplomáticas, antes restritas somente às realidades do Estado Moderno. Em meio a esse cenário, o Período Comunal Italiano (séculos XII a XIV) despertou o interesse dos historiadores como um campo privilegiado de estudo da Diplomacia, principalmente devido às experiências de conflito entre as cidades e o Sacro Império Romano-Germânico. Nesse processo, corpora documentais peninsulares passaram por um intenso processo de revisão e de exploração sob a chave de leitura da Diplomacia, entretanto, a legislação estatutária comunal italiana não usufruiu da mesma sorte que outros textos no estudo das relações diplomáticas peninsulares na Baixa Idade Média por serem considerados muito rígidos para a abordagem dessa questão. Fora os trabalhos de Angelini e Gilli, que acenaram para as possibilidades de estudos dos estatutos sob a ótica da Diplomacia, esses documentos continuam ainda em grande parte não editados ou explorados, principalmente a relação dessas rubricas dedicadas aos embaixadores com os movimentos políticos da época. Desta forma, essa pesquisa tem por objetivo analisar as diferentes redações dos estatutos comunais de Bolonha, Firenze, Ferrara, Verona e Modena, produzidos entre os séculos XIII-XV, buscando-se compreender como esses textos regulamentavam a organização de embaixadas e a escolha de embaixadores para representar os interesses da comuna no exterior, e qual era a relação que as rubricas destinadas a esse personagem estabeleciam com as disputas políticas no interior de cada uma dessas comunas e em seu conjunto. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
LOSS, Edward Dettmam. Embaixadores e políticas urbanas na legislação estatutária comunal italiana entre os séculos XIII e XV. 2015. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.