Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo de catalisadores metálicos suportados em argilas naturais pilarizadas para a produção de dimetil éter a partir de gás de síntese

Processo: 12/17957-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2012
Vigência (Término): 31 de maio de 2016
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Tecnologia Química
Pesquisador responsável:Elisabete Moreira Assaf
Beneficiário:Francielle Candian Firmino Marcos
Instituição-sede: Instituto de Química de São Carlos (IQSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/15984-0 - Produção de bioenergia no tratamento de águas residuárias e adequação ambiental dos efluentes e resíduos gerados, AP.TEM
Assunto(s):Águas residuárias   Argilas pilarizadas   Catálise heterogênea

Resumo

Devido ao considerável crescimento na busca por fontes de energia que utilizem combustíveis renováveis, a utilização do biogás (mistura de CH4, CO2 e outros gases em pequenos teores), proveniente do tratamento anaeróbio de águas residuárias e esgotos, surge como um processo promissor para a produção de gás de síntese (mistura de H2 e CO). Este gás de síntese pode ser utilizado na geração de produtos de maior valor agregado, como por exemplo, o dimetil éter (DME), apontado como um substituto para o diesel. O DME apresenta vantagens como queima com baixa emissão de particulados e NOx. A rota tradicional de produção de DME envolve um processo em duas etapas: inicialmente, o gás de síntese é convertido a metanol e, na sequência, este é desidratado a DME, processo conhecido como GTL (gas to liquid). Mas, também o DME pode ser produzido através da conversão direta do gás de síntese em DME (processo STD- syngas to DME). Para o processo STD utilizam-se catalisadores bifuncionais, sendo que o catalisador deve ser ativo para a reação de conversão do gás de síntese a metanol e para a reação de desidratação do metanol a DME. Industrialmente utiliza-se o catalisador CuO-ZnO-Al2O3 para a síntese de metanol, e catalisadores sólidos ácidos são utilizados para a desidratação do metanol. Porém, estes materiais apresentam desativação devido à sinterização do cobre e a desativação por deposição de carbono, sendo necessária a busca por catalisadores estáveis e ativos para as diversas etapas de reação no processo de STD. Desta forma, este trabalho tem como objetivos o estudo de catalisadores bifuncionais a partir de metais (Cu-Zn, Co-Zn e Ni,Zn) suportados em argilas naturais pilarizadas com Al, Ce e Nb para a conversão direta do gás de síntese a DME, buscando otimizar catalisadores para o processo de STD.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MARCOS, FRANCIELLE C. F.; ASSAF, JOSE M.; ASSAF, ELISABETE M. CuFe and CuCo supported on pillared clay as catalysts for CO2 hydrogenation into value-added products in one-step. MOLECULAR CATALYSIS, v. 458, n. B, SI, p. 297-306, OCT 2018. Citações Web of Science: 6.
MARCOS, F. C. F.; LUCREDIO, A. F.; ASSAF, J. M.; ASSAF, E. M. Methanol to C-2 and C-4 fuels over (Nb/Al)-pillared clay catalysts. RSC ADVANCES, v. 6, n. 33, p. 27915-27921, 2016. Citações Web of Science: 2.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MARCOS, Francielle Candian Firmino. Estudo de catalisadores metálicos suportados em argilas naturais pilarizadas para a produção de metanol e dimetil éter a partir das reações de hidrogenação do CO e CO2. 2016. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Química de São Carlos São Carlos.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.