Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização de anormalidades cromossômicas em tumores de cabeça e pescoço usando procedimentos de hibridação in situ fluorescente

Processo: 00/01153-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Aperfeiçoamento
Vigência (Início): 01 de abril de 2000
Vigência (Término): 30 de setembro de 2000
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Silvia Regina Rogatto
Beneficiário:Luciana Caricati Veiga Castelli
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Neoplasias de cabeça e pescoço   Hibridização in situ fluorescente

Resumo

Os carcinomas de cabeça e pescoço representam o sexto tipo de câncer mais frequente no mundo, sendo que 90% deles são de células escamosas. A taxa de sobrevivência de 5 anos para pacientes com carcinomas de células escamosas de cabeça e pescoço é uma das mais baixas entre os principais cânceres, e não tem aumentado durante os últimos anos. A investigação citogenética em células tumorais permite a detecção de rearranjos cromossômicos específicos, tomando possível a avaliação do grau de heterogeneidade tumoral entre diferentes categorias tumorais. A técnica de hibridação in situ fluorescente (FISH), utilizada em células metafásicas e em interfásicas, permite a identificação e a detecção de anormalidades cromossômicas, a localização de sequências específicas e a avaliação do grau de heterogeneidade genética. Este estudo tem como principais objetivos a pesquisa, por meio da técnica de FISH, de aneuploidias em núcleos interfásicos e a investigação de marcadores detectados por metodologias de bandamento GTG, usando sondas específicas. (AU)