Busca avançada
Ano de início
Entree

Educação não escolar de adultos: um balanço da produção de conhecimentos

Processo: 08/03069-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de abril de 2008
Vigência (Término): 31 de março de 2009
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação
Pesquisador responsável:Sérgio Haddad
Beneficiário:Francisco Lopes de Aguiar
Instituição-sede: Ação Educativa, Assessoria, Pesquisa e Informação. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:07/03809-4 - Educação não escolar de adultos: um balanço da produção de conhecimentos, AP.R
Assunto(s):Educação de jovens e adultos   Estado da arte   Educação informal   Educação popular

Resumo

O presente estudo, é dedicado ao levantamento e a análise documental dos trabalhos realizados no campo da educação não escolar voltada aos jovens e adultos. Este vasto campo é também denominado, entre outros, por Educação Popular, Educação Não Formal, Educação Continuada, Educação Permanente. São processos educativos dirigidos ao jovem e ao adulto, para além da educação escolar hoje denominada por EJA (Educação de Jovens e Adultos), voltados principalmente à sua formação política e cidadã e ao atendimento das necessidades de natureza econômica, social e cultural. Trata-se, portanto, de uma pesquisa bibliográfica, nos moldes Estado da Arte, que pretende, num recorte temporal definido, sistematizar esse campo de conhecimento, reconhecendo os principais resultados da investigação, identificando temáticas e abordagens dominantes e emergentes, bem como lacunas e campos inexplorados, abertos à pesquisa futura. Esse projeto surge após dez anos em que os pesquisadores Marília Sposito e Sérgio Haddad vêm alternando estudos empíricos e abordagens teóricas, voltadas para o balanço de produção de conhecimentos em projetos integrados. Após a constituição dos bancos de dados sobre a produção de conhecimento em torno do tema Juventude e Escolarização de Jovens e Adultos em 1998, um estudo integrado e empírico na cidade de Santo André, consolidou novas hipóteses que permitiram, na fase seguinte, a redação dos Estados da Arte, a formação de nova base de dados e análise dos periódicos brasileiros e latinoamericanos em torno do tema. Em 2003, o grupo, em conjunto com outros pesquisadores, optou por novo estudo empírico intitulado Juventude Escolarização e Poder Local, já concluído, tendo sua publicação aprovada pela Fapesp. Nessa nova etapa (2006-2009) optou-se novamente ao trabalho de pesquisa bibliográfica, nos moldes Estado da Arte, desta feita como projetos individuais, neste caso aqui apresentado, focado na área da educação não escolar de adultos. O projeto tem a aprovação de bolsa produtividade em pesquisa do cnpq, nível 1C, até fevereiro de 2009. Nesta proposta são solicitados recursos complementares para pagamento de bolsistas e implementação de biblioteca virtual.