Busca avançada
Ano de início
Entree

Compostos produzidos por microrganismos endofíticos isolados de plantas do cerrado: bioatividade, associação com a-Ag2WO4 e aplicações biotecnológicas

Processo: 16/13423-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2017 - 30 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biologia Geral
Pesquisador responsável:Cristina Paiva de Sousa
Beneficiário:Cristina Paiva de Sousa
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Pesq. associados:Alberto Colli Badino Junior ; ANTONIO GILBERTO FERREIRA ; Fernando Lucas Primo ; Laécio Santos Cavalcante
Bolsa(s) vinculada(s):17/12905-9 - Extratos bioativos produzidos por endofíticos do Cerrado para bioensaios associados a alfa-Ag2WO4, BP.TT
Assunto(s):Compostos bioativos  Micro-organismos endofíticos  Anti-infecciosos  Cerrado 

Resumo

O Cerrado Brasileiro é um mosaico de biomas caracterizado por plantas endêmicas e medicinais com características únicas e permissivas para isolamento microbiano. Microrganismos são uma fonte potencial para a produção de metabólitos bioativos para aplicações diversas. Microrganismos endofíticos habitam o interior de tecidos vegetais, sem causar aparente dano às mesmas, podendo produzir substâncias bioativas. Este projeto pretende responder três maiores questões: a) compostos bioativos derivados de endofíticos podem ser parcialmente purificados e atuar como antimicrobianos? b) estes compostos podem reduzir/eliminar doenças crônicas e fatais como leishmaniose? c) nanopartículas podem ser incorporadas aos extratos produzidos por endofíticos para obter atividade antimicrobiana mais promissora? A importância desse projeto está relacionada à crescente e progressiva resistência microbiana. Nesse sentido, a bioprospecção pode ser usada para obtenção de substâncias terapêuticas inovadoras produzidas por microrganismos endofíticos e/ou em associação com nanopartículas. Doenças tropicais negligenciadas como leishmaniose poderiam ser tratadas com a descoberta de novas substâncias. A nanotecnologia pode contribuir com a síntese de metais biocidas ou biostáticos como a-Ag2WO4 e/ou similares. Essas partículas em associação com compostos produzidos por endofíticos poderão viabilizar aplicações biotecnológicas. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LIMA, M. C.; PAIVA DE SOUSA, C.; FERNANDEZ-PRADA, C.; HAREL, J.; DUBREUIL, J. D.; DE SOUZA, E. L. A review of the current evidence of fruit phenolic compounds as potential antimicrobials against pathogenic bacteria. Microbial Pathogenesis, v. 130, p. 259-270, MAY 2019. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.