Busca avançada
Ano de início
Entree

Estimativa da produtividade líquida da comunidade marinha no giro oligotrófico do Atlântico Sul via imagens do satélite Sentinel-3

Processo: 16/50221-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa de Pesquisa sobre Mudanças Climáticas Globais - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2017 - 31 de janeiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências
Convênio/Acordo: NERC, UKRI
Pesquisador responsável:Enner Herenio de Alcântara
Beneficiário:Enner Herenio de Alcântara
Pesq. responsável no exterior: Timothy Smyth
Instituição no exterior: Plymouth University, Inglaterra
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Imageamento de satélite  Geoprocessamento  Modelagem ambiental  Atlântico Sul 
Publicação FAPESP:https://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/fapesp_uk_jHjjg82_124_124.pdf

Resumo

O projeto tem os seguintes objetivos: 1. Avaliar a acurácia dos produtos nível 2 de Reflectância e Clorofila-a (Chia), do instrumento OLCI/ Sentinel-3 utilizando dados in situ amostrados no Atlântico Sul pelo "Transecto Meridional do Atlântico"(AMT cruise) e ao longo da costa brasileira pelo INPE/USP/UNESP. 2. Utilizar o produto de Chia com maior acurácia para estimar a produção primária (PP), avaliar algoritmos para estimar a produtividade líquida da comunidade marinha (PLC) na costa brasileira e no giro subtropical do Atlântico Sul. O INPE/USP/UNESP testaram diferentes modelos para estimar a PP, que serão comparados com os desenvolvidos pelo PML. 3. O algoritmo para estimar a PLC será aplicado em imagens OLCI/Sentinel-3 para uma avaliação preliminar da função do giro do Atlântico Sul como fonte ou sumidouro de CO2, para ou da atmosfera. (AU)