Busca avançada
Ano de início
Entree

Sistema computacional inteligente de suporte ao manejo de gado

Processo: 15/00964-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de fevereiro de 2016 - 31 de janeiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Sistemas de Computação
Convênio/Acordo: FINEP - PIPE/PAPPE Subvenção
Pesquisador responsável:Rodrigo Almeida Gonçalves
Beneficiário:Rodrigo Almeida Gonçalves
Empresa:Nitryx Consultoria e Informática Ltda
Município: Campinas
Bolsa(s) vinculada(s):16/22078-0 - Sistema computacional inteligente de suporte ao manejo de gado, BP.TT
16/06138-2 - Sistema computacional inteligente de suporte ao manejo de gado, BP.TT
16/05807-8 - Sistema computacional inteligente de suporte ao manejo de gado, BP.TT
16/06682-4 - Sistema computacional inteligente de suporte ao manejo de gado, BP.TT
16/06316-8 - Sistema computacional inteligente de suporte ao manejo de gado, BP.TT
Assunto(s):Automação  Redes neurais  Inteligência artificial  Pecuária  Manejo animal  Gado 

Resumo

A atividade pecuária respondia por 2.2% do contingente de pessoas ocupadas no país em dezembro de 2008 e 2% em dezembro de 2011. Dados do IBGE mostram que a pecuária extensiva é responsável por cerca de 93% do rebanho bovino. Este tipo de sistema de produção resulta em baixos custos de produção [18],[20], estimados em 60% a 50% menores do que o da Austrália e Estados Unidos, respectivamente. A bovinocultura de corte se distribui em todos os estados da federação sendo que na região Sudeste, 89,5% do rebanho se concentra nos Estados de Minas Gerais e São Paulo com 21,4 e 13,4 milhões de cabeças, respectivamente. A produção extensiva sujeita o animal à escassez periódica de forragem e nutrientes e compromete o desenvolvimento do gado e a eficiência produtiva. O sistema de pastagem rotacionadas em piquetes é uma alternativa para a redução do desgaste das pastagens e redução da necessidade de investimento em alimentação adicional. De forma generalizada, há uma escassez de mão de obra especializada no agro-negócio. "(...) reclamação constante! E quando encontra bons trabalhadores, precisa pagar salários elevados, dada a disputa por seus serviços.". Esta escassez dificulta o aumento da eficiência do manejo como por exemplo a rotação de pastagens. O barateamento dos computadores, dispositivos móveis e custo de comunicação, bem como o surgimento de tecnologias embarcadas no campo que é denominado Internet das Coisas (IoT - Internet of Things), traz à tona uma alternativa de solução para parte dos problemas: a introdução de sistemas inteligentes para o suporte ao produtor rural. O sistema aqui proposto tem por objetivo reduzir a necessidade de mão-de-obra para o manejo da pecuária extensiva e ser um agente facilitador para a adoção de técnicas de eficiência operacional e a migração para sistemas semi-intensivos ou intensivos de produção. Trata-se de um sistema computacional que utiliza Inteligência Artificial para automatizar o manejo bovino que tem o nome de Arrobas. O Arrobas é um sistema inteligente capaz de coletar dados (primariamente peso) de animais em um rebanho, sem a necessidade de nenhuma intervenção humana, ou seja, de forma desassistida. A Nitryx já realizou a Fase 1 da pesquisa: estudo de viabilidade técnica e comercial. Este projeto representa a Fase 2, na qual o produto será criado, testado e calibrado em campo. Alguns países, como a Austrália, já estão avançando em tecnologia semelhante. O projeto deverá contribuir para que o Brasil se posicione estrategicamente entre os países produtores de alta tecnologia para o agro-negócio. Além disto, o modelo de negócios irá ativar as economias nas micro-regiões onde os distribuidores atuarem. Gerando empregos e movimentando o capital dentro da própria comunidade. (AU)