Busca avançada
Ano de início
Entree

Ser metalúrgico no ABC: rupturas e continuidades nas relações intergeracionais da classe trabalhadora

Processo: 05/03899-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Livros
Vigência: 01 de janeiro de 2006 - 30 de junho de 2007
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Pesquisador responsável:Salma Tannus Muchail
Beneficiário:Salma Tannus Muchail
Instituição-sede: Faculdade de Comunicação e Filosofia. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Gerações  Metalúrgicos  Socialização  Trabalho  Sociologia educacional 

Resumo

Este livro trata de duas gerações de trabalhadores metalúrgicos da região do ABC Paulista: os jovens no final da década de 70 e os jovens do final da década de 90. A pesquisa de campo foi realizada na fábrica da Mercedes-Benz, em São Bernardo do Campo, por meio de observação, pesquisa em arquivos e coleta de depoimentos – 52 entrevistas de caráter biográficos com trabalhadores das duas gerações. A primeira geração vivenciou uma trajetória de mobilidade social ascendente que lhes garantiu ganhos econômicos e políticos. Entretanto, as transformações do mundo do trabalho, nos anos 90, lançaram esse grupo em uma situação de vulnerabilidade econômica, social e política, que atinge também seus filhos. Os jovens metalúrgicos apesar de possuírem escolaridade e qualificação têm permanecido em postos de trabalho na fábrica. Uma situação incômoda, mas que é aceitável dado os índices de desemprego no país. (AU)