Busca avançada
Ano de início
Entree

SMolBNet 2.0: determinação de estrutura tridimensional de inibidores de proteases e moléculas anti-hemostáticas identificados em animais hematófagos, vetores de doenças

Processo: 10/51868-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2011 - 31 de julho de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica
Pesquisador responsável:Aparecida Sadae Tanaka
Beneficiário:Aparecida Sadae Tanaka
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):12/08871-8 - SMolBNet 2.0: determinação de estrutura tridimensional de inibidores de proteases e moléculas anti-hemostáticas identificados em animais hematófagos, vetores de doenças, BP.TT
11/15748-5 - SMolBNet 2.0: determinação de estrutura tridimensional de inibidores de proteases e moléculas anti-hemostáticas identificados em animais hematófagos, vetores de doenças, BP.TT
Assunto(s):Ectoparasitoses  Purificação de proteínas  Elementos estruturais de proteínas  Cristalografia de proteínas  Inibidores de proteases 

Resumo

O presente projeto visa a determinação das estruturas terciárias de inibidores recombinantes de proteases e anti-hemostáticos descritos pelo grupo. Os inibidores de proteases já estudados pelo grupo pertencem a diferentes famílias estruturais, sendo do tipo Kazal, os encontrados nos barbeiros T. infestans e R. prolixus, e do tipo Kunitz as proteínas encontradas no carrapato R. microplus. Membros de outras famílias menos estudadas, como Pacifastina, Ascaris ou TIL-trypsin inhibitory like também foram encontradas em barbeiro e carrapato, respectivamente. Vista a diversidade estrutural dos inibidores, aliado ao nosso interesse em estrutura e função destas moléculas. Esta proposta tem por objetivos determinar estruturas tridimensionais dos diferentes inibidores já caracterizados pelo grupo, assim como de outras proteínas identificadas nos projetos de transcriptoma de diferentes tecidos destes ectoparasitas em andamento no grupo. O projeto proposto permitirá a consolidação dos conhecimentos de Biologia Estrutural no grupo que já inicio estudos estruturais de proteínas no projeto Smolbnet e também colabora com grupos de Biologia Estrutural de Portugal. O conhecimento gerado neste projeto poderá auxiliar no desenvolvimento de inibidores ou anti-coagulantes sintéticos para usos terapêuticos e também controle de alguns vetores. (AU)