Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da ingestão da matéria seca / energia na função reprodutiva e qualidade de ovócitos / embriões em ruminantes

Processo: 10/20704-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2011 - 31 de março de 2013
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Roberto Sartori Filho
Beneficiário:Roberto Sartori Filho
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Pesq. associados:Alexandre Vaz Pires ; Flávio Augusto Portela Santos ; Gerson Barreto Mourão ; Ivanete Susin ; Luiz Lehmann Coutinho
Assunto(s):Embriologia animal  Ruminantes 

Resumo

A nutrição está intimamente relacionada com a reprodução em muitas espécies animais e ainda há muito a se aprender sobre essa inter-relação, principalmente porque há muita controvérsia na literatura. Por exemplo, alguns estudos sugerem ser benéfico o uso do "flushing" nutricional na produção de embriões em ruminantes. Entretanto, a maioria dos trabalhos mostra resultados negativos. Dessa forma, existe a necessidade em se avançar estudos comparando a fisiologia reprodutiva e produção de embriões em fêmeas sob diferentes níveis nutricionais. Este projeto de pesquisa engloba dois estudos para tratar deste tema. O primeiro envolve vacas e o segundo será realizado com ovelhas. No estudo 1, serão utilizadas 32 vacas Nelores não lactantes recebendo uma das quatro dietas a seguir: Mantença (M); 0,7M - restrição; 1,5M - alta ingestão de matéria seca; ou alta ingestão de energia (E), porém, com a mesma ingestão de matéria seca do grupo M, utilizando o modelo crossover. Estes animais terão o ciclo estral sincronizado e acompanhamento ultrassonográfico até confirmada a ovulação. Posteriormente, nos dias 7 e 10 do ciclo estral será avaliado o volume do corpo lúteo. Concentrações circulantes de hormônios esteróides (P4 e estradiol) e de IGF-I e insulina também serão avaliados durante este período experimental. Em seguida, entre os dias 10 e 16 do ciclo estral, as vacas serão superovuladas, os embriões serão colhidos, avaliados, criopreservados e posteriormente transferidos a aproximadamente 400 receptoras sincronizadas para avaliação das taxas de concepção. Conjuntamente, antes do início do protocolo de superovulação, as vacas terão seus folículos ovarianos aspirados para recuperação ovocitária e, após avaliação da qualidade desses ovócitos, será realizada fecundação in vitro e produção de embriões. Estes embriões serão vitrificados, de forma idêntica ao realizado com os embriões produzidos in vivo, para posteriormente serem transferidos (n = 400 a 600 embriões). No estudo 2, objetiva-se avaliar a influência da alta ou baixa ingestão alimentar nas concentrações plasmáticas de insulina, progesterona e expressão gênica das enzimas hepáticas (CYP2C e CYP3A), em ovelhas pré-puberes. Serão utilizadas 24 borregas, F1 Dorper X Santa Inês, com idade média de cinco meses e peso médio de 25 kg. Após 15 dias da fase de adaptação, os animais serão blocados de acordo com o peso inicial e divididos aleatoriamente em dois grupos experimentais. A mesma dieta experimental será fornecida para ambos os grupos, contudo a ingestão alimentar será distinta: O Grupo Ad Libitum (Ad) com ingestão média de 3,8% do peso vivo (PV) e o Grupo Restrição (R) com 2% PV, por um período de oito semanas. Ao final da quarta e oitava semanas, os animais receberão a aplicação de prostaglandina (PG) F2± e um dispositivo intravaginal de liberação lenta de progesterona (CIDR®), caracterizando o D0. A aplicação de PGF2± será repetida no D6. No D8, serão realizadas colheitas de sangue seriadas nos seguintes intervalos: -0,5; 1; 2; 3; 4; 5 e 6 horas, em relação ao momento da oferta da dieta (0 hora) para a dosagem das concentrações plasmáticas de insulina e progesterona. Para avaliação das enzimas hepáticas será feita biópsia hepática no D9 e posterior quantificação em PCR em tempo real. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MATTOS, F. C. S. Z.; CANAVESSI, A. M. O.; WILTBANK, M. C.; BASTOS, M. R.; LEMES, A. P.; MOURAO, G. B.; SUSIN, I.; COUTINHO, L. L.; SARTORI, R. Investigation of mechanisms involved in regulation of progesterone catabolism using an overfed versus underfed ewe-lamb model. JOURNAL OF ANIMAL SCIENCE, v. 95, n. 12, p. 5537-5546, DEC 2017. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.