Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo geoquímico da interação água-sedimento-solo em áreas de disposição de sedimentos dragados na região metropolitana de São Paulo

Processo: 08/54878-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2009 - 31 de janeiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Ivone Silveira da Silva
Beneficiário:Ivone Silveira da Silva
Instituição-sede: Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas (ICAQF). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Diadema. Diadema , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):09/06158-0 - Estudo geoquímico da interação água-sedimento-solo em áreas de disposição de sedimentos dragados da região metropolitana de São Paulo, BP.TT
Assunto(s):Geoquímica  Poluição de águas subterrâneas  Poluição do solo  Metais pesados  Nutrientes minerais do solo 

Resumo

O projeto de pesquisa proposto compreende um estudo geoquímico da interação água- sedimento-solo em duas áreas de disposição de sedimentos dragados do Rio Pinheiros na Região Metropolitana de São Paulo, tendo como objetivo avaliar o comportamento de metais e nutrientes nos compartimentos - água, solo e sedimentos - e a influência das águas do Rio Pinheiros no aquífero local. Além da quantificação de parâmetros analíticos relativos às características naturais e indicadores de qualidade destas matrizes ambientais, também serão feitas caracterizações mineralógicas e granulométricas em amostras de solos e sedimentos obtidas em profundidade. Paralelamente, serão realizados ensaios hidrogeológicos em campo para determinação da condutividade hidráulica, com elaboração de mapas potenciométricos para caracterização do aqüífero local. O conjunto de dados a serem obtidos permitirá a aplicação de modelos geoquímicos que possam auxiliar na interpretação dos resultados, estabelecendo-se as condições de estabilidade de espécies químicas presentes na forma dissolvida. Métodos de extração seqüencial serão utilizados em amostras de solos, sedimentos dragados (antigos) e de fundo (recentes) para avaliar as possíveis formas de associação de metais e nutrientes e seu potencial de transferência e disponibilidade para as águas. As condições de degradação ambiental nas quais se encontram as águas do Rio Pinheiros e seus afluentes interferem na qualidade dos sedimentos depositados no leito destes cursos d'agua e, conseqüentemente, tornam mais restritivas as possibilidades de destinação e disposição final dos materiais desassoreados, que foram sendo armazenados em botas-fora próximos às margens do próprio rio. Os sedimentos dispostos nestas áreas foram caracterizados em atendimento à legislação vigente quanto às normas técnicas para sua disposição, entretanto, há total escassez de dados científicos e estudos sobre a qualidade dos solos e das águas subterrâneas em, contato com estes materiais dragados, bem como sua composição química e características físicas. (AU)