Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção de filmes utilizando polissacarídeos da biomassa lignocelulósica

Processo: 19/12997-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2020 - 30 de junho de 2022
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Processos Industriais de Engenharia Química
Pesquisador responsável:Michel Brienzo
Beneficiário:Michel Brienzo
Instituição-sede: Instituto de Pesquisa em Bioenergia (IPBEN). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Pesq. associados:Renato Grillo
Assunto(s):Biomateriais  Aproveitamento de subprodutos  Bagaço de cana-de-açúcar  Biomassa lignocelulósica  Polimerização  Biofilmes  Xilanos  Polímeros biodegradáveis  Resistência mecânica  Termorresistência  Propriedades físicas 

Resumo

A xilana, principal hemicelulose de gramíneas, aparece em foco de muitos estudos devido ao seu potencial em aplicações tecnológicas. Outros produtos de interesse industrial são holocelulose e a-celulose, os quais podem ser produzidos a partir de biomassas lignocelulósicas. Associados à xilana, estas macromoléculas serão avaliadas na formação de novas matrizes para confecção de materiais biodegradáveis (filmes). A xilana pode influenciar na característica do filme (resistência mecânica e térmica) em função da sua composição química, grupos pendentes e grau de polimerização (GP). Neste contexto, a presente proposta tem como objetivo avançar nas aplicações da xilana, como na produção de xilo-oligossacarídeos e emprego da xilana na formação de filmes. Destaca-se também a importância de produção de enzimas com ação sobre a xilana, modificando sua estrutura (GP e grupos pendentes). Para a formação de filme pode ser importante desenvolver um extrato enzimático capaz de clivar ligações de seus grupos pendentes, gerando uma xilana livre de grupos pendentes; ou clivar diferentes ligações na cadeia principal gerando xilana com diferentes graus de polimerização. Deste modo, este projeto desenvolverá extratos enzimáticos para modificação da cadeia de xilana, e modificação via química, para produção de polissacarídeos para confecção de filmes e materiais biodegradáveis (associado ao amido, ±-celulose, holocelulose, polpa celulósica e de algodão). Os filmes serão avaliados quanto suas propriedades físicas e biodegradação. A confecção de material biodegradável utilizando carboidratos da biomassa vegetal é um produto de interesse industrial, com necessidade imediata no mercado, e contribuindo também para o desenvolvimento ambiental sustentável. (AU)