Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos do mecanismos de secreção de vesículas extracelulares por protozoários parasitas

Processo: 19/15909-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2020 - 31 de março de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Bioquímica de Microorganismos
Convênio/Acordo: Weizmann Institute of Science
Pesquisador responsável:Sergio Schenkman
Beneficiário:Sergio Schenkman
Pesq. responsável no exterior: Neta Regev Rudzki
Instituição no exterior: Weizmann Institute of Science, Israel
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Ana Claudia Trocoli Torrecilhas ; Dorival Mendes Rodrigues Junior ; Normanda Souza Melo ; Patricia Xander Batista ; Yifat Ofir-Birin
Assunto(s):Leishmania  Endocitose  Secreção  Vesículas extracelulares  Membranas  Trypanosoma 

Resumo

Os parasitas protozoários, patógenos humanos no Brasil e em Israel, liberam vesículas extracelulares (EV) no microambiente do hospedeiro, e estes são conhecidos por modular a comunicação intracelular entre patógenos e hospedeiros. Embora essas EVs tenham sido caracterizados e demonstrem desempenhar papéis importantes no estabelecimento da infecção, os processos específicos envolvidos no controle da sua liberação e se existem diferentes subpopulações de EVs que atuam em níveis variáveis são pouco compreendidos. Isso é particularmente importante para os parasitas da ordem Kinetoplastidae, como Leishmania sp. e Trypanosoma cruzi, agentes de várias leishmanioses e doença de Chagas, respectivamente. Nossos grupos na Universidade Federal de São Paulo e no Weizmann Institute of Science têm trabalhado e colaborado em um esforço para caracterizar EVs em protozoários. Nesta proposta, pretendemos estender nossos projetos para identificar os mecanismos e tipos de EVs secretados por Leishmania e T. cruzi. Com base em dados preliminares conjuntos e experimentos feitos em outros sistemas de parasitas, nosso primeiro objetivo será gerar cepas de parasitas deficientes na expressão de proteínas candidatas da maquinaria de secreção. Isto será feito usando a tecnologia CRISPR / Cas9 recentemente desenvolvida e analisando os fenótipos resultantes na secreção de proteínas e produção de EV, bem como no processo de infecção em modelos in vitro e em animais. Já obtivemos evidências de que diferentes tipos de EVs são secretados pelo T. cruzi, e a caracterização dos diferentes tipos de EVs em Leishmania sp. e a continuação desta caracterização em T. cruzi será o segundo objetivo desta proposta. Como terceiro objetivo, estudaremos o efeito sobre as populações de EV das linhagens de parasitas geradas, obtidas sob diferentes condições, para responder como cada população é produzida. Nossa principal hipótese é que o tipo de EV liberado depende do mecanismo de secreção e que isso é regulado pela liberação de um estímulo e pelo estágio do ciclo de vida do parasita. Este projeto complementa o subprojeto 4 em andamento do Projeto Temático "Sinalização celular em Trypanosoma durante a interação parasita-hospedeiro", Processo: 2015 / 22031-0. (AU)