Busca avançada
Ano de início
Entree

Cultura alemã e tecnologias digitais no ensino fundamental e médio

Processo: 19/13872-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa Ensino Público
Vigência: 01 de fevereiro de 2020 - 31 de janeiro de 2022
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Línguas Estrangeiras Modernas
Pesquisador responsável:Cibele Cecílio de Faria Rozenfeld
Beneficiário:Cibele Cecílio de Faria Rozenfeld
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):20/03945-0 - Cultura alemã e tecnologias digitais no ensino fundamental e médio, BP.EP
20/03344-6 - Cultura alemã e tecnologias digitais no ensino fundamental e médio, BP.EP
Assunto(s):Língua alemã  Formação continuada do professor  Tecnologias digitais  Tecnologias da informação e comunicação  Ensino fundamental e médio 

Resumo

A sociedade contemporânea tem como importante marcas a rápida troca de informações e o confronto com a diversidade, características que têm forte impacto em novas práticas sociais de diferentes esperas. Tais características exigem maior criticidade, abertura para a alteridade e a revisão de estereótipos. Nessa perspectiva, e partindo da concepção deque ensino de línguas estrangeiras não se restringe à decodificação de um sistema abstrato de códigos linguísticos, mas também à ampliação de novos universos sócio-culturais, esta pesquisa pretende, numa primeira etapa, contribuir para o desenvolvimento do repertório sócio-cultural, do Letramento Crítico (MONTE MÓR, 2006; JORDÃO, 2013; ROZENFELD,2016) e da Competência Intercultural (BYRAM, GRIBKOVA E STARKEY, 2002;SALOMÃO, 2015) da comunidade de uma escola no interior paulista. Em uma segunda etapa pretende-se contribuir para a formação continuada de professores para uso pedagógico das TDICs em sala de aula, para que, assim, eles possam responder a uma demanda fortemente presente entre os alunos e também utilizar o potencial dessas novas ferramentas para processos educacionais. Para os objetivos propostos, serão realizadas atividades como oficinas, palestras, saraus, feiras culturais, intervenções em sala de aula, discussão de filmes, plantões de dúvidas para professores, etc. Espera-se, dessa forma, contribuir para uma melhor adequação da comunidade escolar às novas exigências do mundo contemporâneo e para a melhor formação dos alunos e do corpo docente. (AU)