Busca avançada
Ano de início
Entree

Dinâmica evolutiva em redes ecológicas

Processo: 18/14809-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Apoio a Jovens Pesquisadores - Fase 2
Vigência: 01 de agosto de 2019 - 31 de julho de 2024
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Teórica
Pesquisador responsável:Paulo Roberto Guimarães Junior
Beneficiário:Paulo Roberto Guimarães Junior
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/54422-8 - Estrutura e dinâmica coevolutiva em redes de interações mutualísticas, AP.JP
Bolsa(s) vinculada(s):19/21732-6 - O papel de restrições genéticas no processo coevolutivo, BP.PD
19/17475-8 - Atualização, manutenção e construção de banco de dados sobre redes ecológicas, BP.TT
19/16160-3 - Estrutura de rede e padrões de centralização em interações entre aves limpadoras e mamíferos da América do Sul, BP.IC
16/14277-2 - Como a correlação genética entre caracteres fenotípicos influência a coevolução entre espécies?, BP.PD
Assunto(s):Coevolução  Dispersão de sementes  Mutualismo  Redes ecológicas  Rede trófica 

Resumo

Interações ecológicas são centrais para a organização da biodiversidade, conectando espécies e formando redes ecológicas. Em um contexto evolutivo, interações ecológicas mediam a seleção imposta por espécies interagentes. Entender como redes ecológicas influenciam o resultado do processo evolutivo é um dos grandes desafios para a ecologia evolutiva. Um passo fundamental para a resolução desse desafio é o desenvolvimento de um arcabouço teórico que permita mapear as possíveis implicações evolutivas de diferentes aspectos da ecologia e evolução de interações ecológicas multiespecíficas. Neste contexto, o presente projeto visa explorar três aspectos potencialmente fundamentais para a dinâmica evolutiva. Em primeiro lugar, usando mutualismos como sistema de estudo, será explorado como a estrutura de redes ecológicas pode modular e ser modulada por diferentes aspectos da dinâmica evolutiva. Em segundo lugar, como redes ecológicas não estão usualmente isoladas ao longo do espaço, mas sim conectadas por meio do fluxo de indivíduos entre comunidades, será explorado o papel do fluxo gênico em determinar a escala espacial no qual padrões de adaptação aparecem em interações ecológicas. Por fim, os resultados evolutivos de interações ecológicas devem depender, em parte, do efeito da interação sobre a aptidão de indivíduos interagentes. Sendo assim, será explorado como a dinâmica evolutiva em interações ecológicas multiespecíficas varia entre antagonismos e mutualismos. Espera-se, assim, contribuir para o desenvolvimento e consolidação de um mapa teórico para a dinâmica evolutiva em redes ecológicas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Pós-doutorado em biologia evolutiva com bolsas da FAPESP 

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PIRES, MATHIAS M.; O'DONNELL, JAMES L.; BURKLE, LAURA A.; DIAZ-CASTELAZO, CECILIA; HEMBRY, DAVID H.; YEAKEL, JUSTIN D.; NEWMAN, ERICA A.; MEDEIROS, LUCAS P.; DEAGUIAR, MARCUS A. M.; GUIMARAES JR, PAULO R. The indirect paths to cascading effects of extinctions in mutualistic networks. ECOLOGY, MAY 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.