Busca avançada
Ano de início
Entree

Mediação, direitos humanos, gênero e cidadania: políticas educacionais, concepções e ações em escolas públicas brasileiras e espanholas

Processo: 19/03739-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2019 - 31 de maio de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Pesquisador responsável:Tânia Suely Antonelli Marcelino Brabo
Beneficiário:Tânia Suely Antonelli Marcelino Brabo
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Marília. Marília , SP, Brasil
Pesq. associados: Luci Mendes de Melo Bonini ; Renan Antônio da Silva
Assunto(s):Escola pública  Direitos humanos  Gênero 

Resumo

O presente projeto de pesquisa tem como objetivo conhecer a proposta e as ações da Mediação em escolas públicas do Brasil e da Espanha. Outro objetivo é conhecer a concepção de educação em direitos humanos e para a cidadania, além de constatar se gênero está presente na proposta de Mediação nos Estados de São Paulo, de Pernambuco e, na Espanha, de Valência e Barcelona. A pesquisa será realizada em continuidade em escolas públicas estaduais, em Marilia (SP), na cidade de São Paulo e em Valência (ES). Neste ano de 2019, daremos continuidade às observações em Marília, São Paulo e Valência (ES) além de investigar como a Mediação está estruturada e sendo desenvolvida em Recife (PE) e Barcelona (ES). Pretendemos investigar se e como a comunidade escolar, em seu Projeto Político Pedagógico, aborda os temas e se fazem referência ao Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos, de 2006, e às Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação em Direitos Humanos, de 2012, no caso das escolas brasileiras. Na Espanha, os documentos nacionais, locais e das escolas participantes da pesquisa. Pretendemos, também, constatar se as escolas têm projetos em desenvolvimento relacionados aos temas do estudo e quais são as ocorrências que têm maior incidência nestas escolas para verificar se estão relacionadas a gênero ou diversidade sexual. As escolas serão selecionadas pelo critério de ter o/a profissional responsável pela Mediação e, no caso das escolas espanholas, também as que têm o(a) Agente de Igualdade. Desta forma, optamos pela realização de uma investigação de caráter qualitativo, devido à possibilidade de aproximação com as características específicas de cada Unidade Escolar. Para sua realização faremos uso dos seguintes instrumentos metodológicos: pesquisa documental, pesquisa bibliográfica, entrevistas semi-estruturadas e observação no cotidiano das escolas. Teremos como respondentes Mediadores/as e estudantes. Quanto à pesquisa documental, procederemos à leitura e análise do Projeto Político Pedagógico e de documentos institucionais que se referem ao currículo oficial, bem como daqueles que referem-se às atribuições da mediação nas escolas dos dois países. (AU)