Busca avançada
Ano de início
Entree

Cadeias de valor em bioeconomia maduras e inovadoras: avaliando a maturidade e estudando meios de melhorar seu desempenho: o caso do Brasil

Processo: 17/08501-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa BIOEN - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2018 - 30 de setembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Economia - Economias Agrária e dos Recursos Naturais
Convênio/Acordo: BE-BASIC Consortium
Pesquisador responsável:Antonio Marcio Buainain
Beneficiário:Antonio Marcio Buainain
Pesq. responsável no exterior: Patricia Osseweijer
Instituição no exterior: Delft University of Technology (TU Delft), Holanda
Instituição-sede: Instituto de Economia (IE). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Pesq. associados:Carolina da Silveira Bueno ; Carolina Habib Ribeiro ; Gabriela Solidario de Souza Benatti ; José Maria Ferreira Jardim da Silveira ; Marcelo Pereira da Cunha ; Pedro Gilberto Cavalcante Filho
Assunto(s):Bioeconomia  Avaliação de impacto  Inclusão social  Biomassa  Efeito estufa  Cadeia produtiva 

Resumo

Os diferentes lados da bioeconomia gera distintos aspectos de pesquisa revelando diferentes interesses, principalmente no que tange ao desenvolvimento do uso potencial de biomassa. A atratividade da bioeconomia está apoiada não só no argumento relacionado aos impactos do efeito estuda, mas também na questão do uso do solo e criação de novas oportunidades, no que o Brasil se destaca. A bioeconomia depende do estoque disponível de biomassa gerando impactos regionais e locais, mas também oportunidades de desenvolvimento e valorização de cadeias produtivas. Não só a possibilidade de redução de custos é importante, mas a consideração do desenvolvimento de outras capacidades, melhoria do conjunto do sistema energético e do manejo dos recursos naturais. O presente projeto visa responde à questão: Como cadeias do valor da bioeconomia podem ser desenhadas para garantir uma oferta regular, melhorando o manejo dos recursos da agricultura e alinhar os interesses dos fazendeiros e produtores rurais ao resto da cadeia, a incorporando novos conhecimentos e absorvendo tecnologias e de outros parceiros da cadeia. Também visa entender como esses conhecimentos geram impactos locais e regionais. O trabalho visa fornecer uma visão aprofundada da integração e da modernização da agricultura e pecuária em relação a produção de biomassa. Para isto procura fazer uma ligação de pesquisas de caráter qualitativo e quantitativo para gerar diferentes opções de construção de cenários e qualificar as opiniões de importantes stakeholders. Espera-se que o resultado contribua para a formulação de políticas e para o entendimento da importância dos fatores não-tecnológicos na determinação do sucesso (ou do fracasso) dos projetos da bioeconomia. (AU)