Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de sistemas efetivos baseados de biomateriais para entrega segura e eficiente de macrófagos derivados de iPSC no músculo esquelético para tratar a isquemia de membro

Processo: 18/06635-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2018 - 31 de agosto de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Convênio/Acordo: University of Victoria
Proposta de Mobilidade: SPRINT - Projetos de pesquisa - Mobilidade
Pesquisador responsável:Sang Won Han
Beneficiário:Sang Won Han
Pesq. responsável no exterior: Stephanie Willerth
Instituição no exterior: University of Victoria (UVic), Canadá
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/20206-8 - Modulação de monócitos, macrófagos e pericitos pelos genes dos fatores estimuladores de colônia para tratamento de isquemia de membros em modelo murino, AP.TEM
Assunto(s):Engenharia genética  Terapia genética  Engenharia tecidual  Macrófagos  Cooperação internacional 

Resumo

O principal objetivo do projeto temático vigente da FAPESP é estudar a relação entre os fatores de formadores de colônia (CSFs) e o tipo de monócitos/macrófagos recrutado sob condições de normóxia e hipóxia, e elaborar procedimentos de terapia gênica e celular para doenças isquêmicas recrutando mais macrófagos pró-resolutivos ou implantando os macrófagos pró-resolutivos desenhados geneticamente a partir de iPSC nos músculos isquêmicos. Em geral, essas células ou vetores são injetados diretamente no músculo esquelético para terapia; no entanto, a taxa de transferência dessas células e vetores é baixa por causa do vazamento e da perda de atividade biológica devido a alta concentração local inicial. Além disso, o vazamento de vetores e células também pode contaminar outros tecidos, o que é um assunto de biossegurança muito preocupante.A nossa proposta é desenvolver sistemas de entrega de vetores e células a base de biomateriais que consistem em hidrogéis e microesferas biocompatíveis, tais como a fibrina ou poli (µ-caprolactona). Este projeto de colaboração foi elaborado com base na longa experiência do grupo da Dr. Willerth na síntese de biomateriais e no estudo de sua interação com proteínas e células, e muitos anos de experiência de terapia gênica para doenças isquêmicas pelo grupo do Dr. Han. Durante as missões de intercâmbio, visitas aos laboratórios de pesquisa das áreas cognatas e um curso de curta duração sobre biomateriais estão programadas. (AU)