Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação da participação de Stathmin 1 e da instabilidade dos microtúbulos no fenótipo de neoplasias hematológicas

Processo: 17/24993-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2018 - 30 de abril de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:João Agostinho Machado Neto
Beneficiário:João Agostinho Machado Neto
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Antineoplásicos  Transdução de sinais  Hematologia  Neoplasias hematológicas 

Resumo

As leucemias agudas compreendem um grupo de neoplasias hematológicas caracterizadas pela expansão de blastos na medula óssea e no sangue periférico, que se deve principalmente à perda da capacidade de diferenciação das células progenitoras ao estágio de células terminais funcionais, desregulação da proliferação e resistência à apoptose. A mortalidade de pacientes adultos com leucemias agudas é muito alta, tornando-se imperativo a identificação de novos marcadores moleculares e vias de sinalização que possam ser úteis na definição de prognóstico, resposta terapêutica e desenvolvimento de novas opções de tratamento. Stathmin 1 é uma proteína desestabilizadora de microtúbulos que integra múltiplas vias de sinalização e tem sido descrita como potencialmente regulada por oncogenes relacionados com neoplasias hematológicas, incluindo JAK2V617F, PML-RAR± e BCR-ABL1. Além disso, Stathmin 1 é altamente expressa em células leucêmicas e sua inibição reduz a proliferação e clonogenicidade. No entanto, o impacto clínico da expressão de Stathmin 1, bem como a consolidação desta proteína como potencial alvo terapêutico em neoplasias hematológicas ainda são pontos que permanecem pouco explorados. Os objetivos deste projeto são (i) investigar o impacto da expressão de Stathmin 1 no desfecho clínico de uma coorte bem caracterizada de pacientes com leucemia promielocitica aguda, (ii) investigar os efeitos da inibição de Stathmin 1 em células leucêmicas em modelos in vitro e in vivo, (iii) identificar e/ou validar compostos capazes de inibir Stathmin 1 e/ou causar estabilidade dos microtúbulos e caracteriza-los à nível celular e molecular. (AU)

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PASSAIA, BARBARA DOS SANTOS; LIMA, KELI; KREMER, JEAN LUCAS; DA CONCEICAO, BARBARA BRITO; DE PAULA MARIANI, BEATRIZ MARINHO; LIPRERI DA SILVA, JEAN CARLOS; NOGUEIRA ZERBINI, MARIA CLAUDIA; BARISSON VILLARES FRAGOSO, MARIA CANDIDA; MACHADO-NETO, JOAO AGOSTINHO; PACICCO LOTFI, CLAUDIMARA FERINI. Stathmin 1 is highly expressed and associated with survival outcome in malignant adrenocortical tumours. INVESTIGATIONAL NEW DRUGS, v. 38, n. 3, p. 899-908, JUN 2020. Citações Web of Science: 0.
DE ALMEIDA, LARISSA COSTA; BAUERMEISTER, ANELIZE; REZENDE-TEIXEIRA, PAULA; DOS SANTOS, EVELYNE ALVES; BERALDO DE MORAES, LUIZ ALBERTO; MACHADO-NETO, JOAO AGOSTINHO; COSTA-LOTUFO, LETICIA VERAS. Pradimicin-IRD exhibits antineoplastic effects by inducing DNA damage in colon cancer cells. Biochemical Pharmacology, v. 168, p. 38-47, OCT 2019. Citações Web of Science: 1.
LIMA, KELI; ELIAS GODOY CARLOS, JORGE ANTONIO; ALVES-PAIVA, RAQUEL DE MELO; VICARI, HUGO PASSOS; DE SOUZA SANTOS, FABIO PIRES; HAMERSCHLAK, NELSON; COSTA-LOTUFO, LETICIA VERAS; TRAINA, FABIOLA; MACHADO-NETO, JOAO AGOSTINHO. Reversine exhibits antineoplastic activity in JAK2(V)(617)(F)-positive myeloproliferative neoplasms. SCIENTIFIC REPORTS, v. 9, JUL 9 2019. Citações Web of Science: 0.
LIMA, KELI; COELHO-SILVA, JUAN LUIZ; KINKER, GABRIELA SARTI; PEREIRA-MARTINS, DIEGO ANTONIO; TRAINA, FABIOLA; CARLOS MAGNO FERNANDES, PEDRO AUGUSTO; MARKUS, REGINA PEKELMANN; LUCENA-ARAUJO, ANTONIO ROBERTO; MACHADO-NETO, JOAO AGOSTINHO. PIP4K2A and PIP4K2C transcript levels are associated with cytogenetic risk and survival outcomes in acute myeloid leukemia. CANCER GENETICS, v. 233, p. 56-66, APR 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.